“O Preço do Amanhã”: Novo filme de Justin Timberlake é irregular


Quarenta e nove minutos de Robin Hood + quarenta e um minutos de Bonnie e Clyde + dezenove minutos de bom mocismo = “O Preço do Amanhã” (In Time). Apesar do roteiro interessante e do carisma que Justin Timberlake emprestou ao protagonista Will Salas, o filme é irregular.

Amanda Seyfried e Justin Timberlake estrelam a ficção científica “O Preço do Amanhã”, do diretor e roteirista Andrew Niccol/Reprodução

Amanda Seyfried e Justin Timberlake estrelam a ficção científica “O Preço do Amanhã”, do diretor e roteirista Andrew Niccol/Reprodução

A ficção científica de 1h49 minutos foi escrita e dirigida pelo neozelandês Andrew Niccol (“S1mØne – Nasce Uma Super Estrela” e “O Senhor das Armas”) e chegou aos cinemas brasileiros na última sexta-feira (4).

A irregularidade da produção se encontra na mistura de cenas perfeitas com outras caricatas.

Talvez, o longa do talentoso e criativo Niccol precisasse de alguns minutos a mais para que as reviravoltas ficassem mais estruturadas e claras.

Talvez, Timberlake não tenha a experiência e a profundidade necessárias para viver um herói do futuro com ares de Robin Hood e determinação de Clyde Barrow.

O filme nos apresenta um 2065 em que as pessoas param de envelhecer aos 25 anos e, para viverem mais, os pobres têm que trabalhar em troca de horas. Nessa realidade obscura, Salas acaba se tornando, sem quer, a esperança, o escolhido para acabar com o sistema.

Seria injusto atribuir a desarmonia do longa ao neozelandês que em 1997 dirigiu e escreveu o original e inteligente “Gattaca – Experiência Genética”, sua estreia em Hollywood. Além dessa ficção científica, sua competência já foi comprovada nos roteiros de “O Show de Truman”, de Peter Weir, e “O Terminal”, de Steven Spielberg.

Nem Timberlake pode ser acusado. Ao contrário das previsões, o cantor está desenvolvendo uma carreira sólida no cinema. Ele sempre encarar personagens diferentes e já recebeu críticas positivas pelas interpretações em “Alpha Dog”, “A Rede Social” e “Amizade Colorida”.

A atriz Amanda Seyfried (“A Garota da Capa Vermelha”, “Garota Infernal” e “Mamma Mia!”) interpretou bem seu personagem. Ela deu vida à Sylvia Weis – a mocinha da trama – que, após se envolver com Salas, se torna uma Bonnie Parker do século 21.


O elenco também não pode ser culpado. Os atores Olivia Wilde, Cillian Murphy, Matt Bomer e Johnny Galecki desempenharam corretamente seus papéis secundários. A direção de arte foi primorosa e, sem exageros, deu um ar futurístico à nova ordem social.

Enfim, não há como explicar logicamente por que uma produção hollywoodiana com tantos pontos positivos acabou naufragando nas telonas.

“O Preço do Amanhã” | Site oficial [em inglês]
www.intimemovie.com

Gostou? Então, leia também
“Amizade Colorida”: uma comédia romântica com personalidade
Roteiro e más atuações derrubam “Contra o Tempo”
Três motivos para respeitar Pearl Jam
Festival Cine Favela convida internautas para abertura oficial

Maitena se cansa de desenhar e lança primeiro romance
“Contágio” expõe mazelas da humanidade em 1h46
Três motivos para ver (ou rever) “Sid e Nancy”
20 anos: “Achtung Baby” reinventou e amadureceu U2
Lady Gaga: Não se espante se ela lançar um linha de iogurtes
Dá comprar CDs baratos e originais na Paulista? Sim, saiba como aqui
CD e DVD de Iggy & The Stooges a preço de banana…

Debora de Lucas


//

W3Counter
Anúncios

7 pensamentos sobre ““O Preço do Amanhã”: Novo filme de Justin Timberlake é irregular

  1. Pingback: Manifestação global do movimento 11.11.11 – Ocupe as Ruas. Ocupe o Mundo. acontece amanhã | deborando

  2. Pingback: “Give Me All Your Love”, nova música de Madonna, vaza na web. Será? | deborando

  3. Pingback: Três motivos para curtir o fim de semana em São Paulo de Metrô | deborando

  4. Pingback: Com “promessa” de menos playbacks, Britney Spears volta ao Brasil com turnê mundial Femme Fatale | deborando

  5. Pingback: “11-11-11”: Com traços de “O Bebê de Rosemary” e “A Profecia”, filme faz público gritar no cinema | deborando

  6. Pingback: Antonio Banderas, um gato de botas. Gostaria de passar um dia com ele? Há como… | deborando

  7. Pingback: Três motivos… Esqueçam isso, vamos falar sobre “Amanhecer – Parte 1”, Drácula, vampiros, Stephenie Meyer e Bram Stoker | deborando

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: