Diretor Marcos Prado erra na mão e transforma “Paraísos Artificiais” em neopornochanchada


“Pode parecer excessivo, mas eu questiono o porquê das cenas de sexo no cinema nacional serem sempre tão ensaiadas, apenas insinuarem com covardia. Por que não mostrar?”, defende Marcos Prado, diretor do filme Paraísos Artificiais.

Cartaz de Paraísos Artificiais, do diretor Marcos Prado/Reprodução

O drama de 96 minutos chegou aos cinemas na última sexta-feira (4).

Ambientado no uni-
verso das raves, narra os encontros e os desencontros do casal formado pela DJ Érika (Nathalia Dill) e por Nando (Luca Bianchi), um jovem de classe média que se envolve com o narcotráfico internacional.

A ousada ficção do cineasta peca pela narrativa fragmen-
tada, pelas constantes digressões no tempo e pelo excesso de cenas
de sexo.

Da ousadia à neopornochanchada
As duas primeiras fa-
lhas deixam o filme com ritmo de videoclipe e dão a sensação de que o trailer é o melhor do que o longa.

A última aproxima a fita da pornochanchada – gênero do cinema brasileiro que abusava do erotismo entre os anos 1970 e 1980. O roteiro escrito por Prado, Cristiano Gualda (Três Irmãos de Sangue) e Pablo Padilla não dá suporte para as cenas de sexo que incluem lesbianismo e ménage à trois.

Infelizmente, Paraísos Artificiais não tem a profundidade de clássicos como Império dos Sentidos (1976), de Nagisa Oshima, ou Último Tango em Paris (1972), de Bernardo Bertolucci. Nesses longas, o sexo é o ponto de partida dos roteiros. Ele é um elemento tão importante para as histórias que não causa estranhamento nem desconforto.

A ideia de Prado apresentada no início desta crítica é interessante, desbravadora e busca a espontaneidade, no entanto, precisaria ser melhor trabalhada no roteiro, na edição e até mesmo na direção.

Da forma que foi conduzida, as cenas de sexo se tornaram apelativas e dispensáveis.

O realizador do documentário Estamira (2004) e produtor da franquia Tropa de Elite e da trama Ônibus 174 (2002) errou na mão e transformou seu début ficcional em um soft porno melhorado, em uma neopornochanchada.

Nathalia Dill
O elenco encabeçado pela talentosa Nathalia Dill conta com os também brilhantes Luca Bianchi (Nando), Lívia de Bueno (Lara), Divana Brandão (Márcia), Roney Villela (Mark), Bernardo Melo Barreto (Patrick), César Cardadeiro (Lipe) e Emilio Orciollo Neto (Mouse).


Em seu primeiro trabalho no cinema, a atriz global mergulhou de cabeça na personagem e acabou exposta demais.

Por um lado, a entrega é positiva. Mostra que a Débora, da novela Avenida Brasil, está comprometida com a profissão e tem elasticidade emocional para encarar qualquer papel.

Por outro lado, ela pode se arrepender da exposição desnecessária como a atriz francesa Maria Schneider (1952 – 2011) se arrependeu de ter participado de Último Tango em Paris.

Paraísos Artificiais é um filme para quem gosta e boa fé no cinema nacional e não se espanta com os eventuais tropeços dos diretores brasileiros. [Disponível em 2D]

Paraísos Artificiais | Site oficial
www.paraisosartificiaisofilme.com.br

Gostou? Então, leia também

Os Vingadores da Marvel: um superfilme; uma máquina de fazer grana
Caixa de Cinema: Jukebox de filmes é inaugurada no MIS
Sandra Bullock, não te desculpo!
Elizabeth Taylor, o recomeço de Lindsay Lohan
Documentário Na Cama com Madonna é lançado em Blu-ray nos EUA
DVDs Roubo nas Alturas, A Dama de Ferro e O Homem do
Futuro são 3MOTIVOSPARA… passar o fim de semana em casa
Romance de João Ubaldo retrata luxúria sob a ótica feminina
Grupo argentino Quantum traz fusão entre tango e rock ao Brasil

Exposição não reflete grandiosidade de Elis Regina
Universo paralelo de Helena Blomqvist ganha exposição em Estocolmo
Isabeli Fontana, muito mais bonita por dentro do que por fora
3MOTIVOSPARA… participar do concurso Homofobia Fora de Moda 2012
O sinistro ataque dos velhos punheteiros
3MOTIVOSPARA… admirar o fotógrafo Steve Schapiro
Terry Richardson’s Diary: O olhar do badalado fotógrafo de moda na web
25 cópias de foto de capa de disco de David Bowie estão à venda

Debora de Lucas


//

W3Counter

Anúncios

27 pensamentos sobre “Diretor Marcos Prado erra na mão e transforma “Paraísos Artificiais” em neopornochanchada

  1. Pingback: Andy Warhol, André Kertész, Claudio Edinger e Ozualdo Candeias ganham exposições no MIS | deborando

  2. Pingback: Inscrições para exposição Alameda: Arte de Rua vão até 20 de maio | deborando

  3. Pingback: Que tal ganhar packs da trilogia O Poderoso Chefão? | deborando

  4. Pingback: Todos em Dolltopia estão lutando por autonomia, diz cartunista Abby Denson | deborando

  5. Pingback: 3ª edição da Maratona de Críticos acontece nesta quarta (16) no Paço das Artes | deborando

  6. Pingback: Battleship: Irmãozinho da franquia Transformers não conquista público brasileiro | deborando

  7. Pingback: Exposição de fotos da Galeria Clic homenageia Festival de Cannes | deborando

  8. Pingback: CCJ premia roteiros de animação com R$ 10 mil | deborando

  9. Pingback: Filme O Corvo transforma escritor Edgar Allan Poe em personagem caricato | deborando

  10. Pingback: Ana Maria Bahiana em dose dupla: Jornalista bate papo com leitores e lança livro Como Ver um Filme em SP | deborando

  11. Pingback: Show gratuito da banda Franz Ferdinand acontece neste domingo (27) em SP | deborando

  12. Pingback: Banda escocesa Franz Ferdinand faz show gratuito neste domingo (27) em SP | deborando

  13. Pingback: Filmes 7 Días en La Habana e Savages são as apostas de Benicio Del Toro para 2012 | deborando

  14. Pingback: Livros de Lima Barreto e de Alcântara Machado são distribuídos de graça em SP | deborando

  15. Pingback: Curso gratuito do CCJ forma roadies em São Paulo | deborando

  16. Pingback: Galeria francesa organiza exposição em homenagem aos Rolling Stones | deborando

  17. Pingback: #Ziggy-fy Yourself!: Encarne o alter ego de David Bowie | deborando

  18. Pingback: Videoinstalação apresenta imagens inéditas do filme A Invenção de Hugo Cabret | deborando

  19. Pingback: Ziggy-Fy Yourself!: Encarne o alter ego de David Bowie | deborando

  20. Pingback: Romulo Fróes apresenta releitura de disco clássico de Caetano Veloso em show gratuito no CCJ | deborando

  21. Pingback: Fotógrafo Antoine Verglas fantasia cotidiano de showgirl em livro | deborando

  22. Pingback: Filme Woody Allen: A Documentary agrada críticos britânicos | deborando

  23. Pingback: Concurso CCJ Drag Contest 2012 acontece neste domingo em São Paulo | deborando

  24. Pingback: 3ª edição da festa Laço invade (!) Paço das Artes | deborando

  25. Pingback: Corra… Última encenação da peça OhAmlet acontece em 25/6 na Oficina Cultural Oswald de Andrade | deborando

  26. Pingback: Pedro Almodóvar e Antonio Banderas voltam a trabalhar juntos; Relembre os filmes da parceria espanhola | deborando

  27. Pingback: Prometheus: Prelúdio da franquia Alien é espetacular | deborando

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: