Festival comemora 40 anos do primeiro disco solo de Raul Seixas

Para comemorar os 40 anos do disco Krig-Ha Bandolo!, o festival gratuito Toca Raul! acontece neste fim de semana (20 e 21), no Vale do Anhangabaú, no entorno do Centro Cultural Banco do Brasil (rua Álvares Penteado, 112), em São Paulo.

 Capa de  Krig-Ha Bandolo!, primeiro disco solo de Rauzilto/Reprodução

Krig-Ha Bandolo!, primeiro disco solo de Rauzilto/Reprodução

O roqueiro baiano Raul Seixas/Reprodução

O roqueiro baiano Raul Seixas/Reprodução

A celebração conta
com shows de Zélia Duncan e Lucas Santa-
na (20/4), BNegão e Letuce (20/4), Zeca Baleiro e Kátia B (21/4) e Marcelo Nova e O Terno (21/4).

As performances começam às 15h.

Ao todo, 60 músicas do roqueiro Raul Seixas (1945 – 1989) vão ser apresentadas no evento musical, informa a organização.

Mais sobre
Krig-Ha Bandolo!
O primeiro álbum solo
de Rauzilto foi lan-
çado em 1973 e
é composto por 12 canções, entre elas,
os hits Mosca na
Sopa
Metamorfose AmbulanteAl Capo-
ne
 e Ouro de Tolo.

O LP, que celebra a Sociedade Alternativa, marca o início da parceira musical entre
o cantor e compositor baiano e o escritor Paulo Coelho.

Seja bonzinho e curta a página do deborando ;) no Facebook!

O trabalho é considerado pela
crítica especializada como um dos melhores discos do músico.

FESTIVAL TOCA RAUL!
Data: 20 (sábado) e 21 (domingo) de abril
Horário: A partir das 15h | Quanto? Grátis
Line-up: 20/4 (sábado) > Zélia Duncan e Lucas Santana | BNegão e Letuce
21/4 (domingo) > Zeca Baleiro e Kátia B | Marcelo Nova e O Terno
Vale do Anhangabaú [entorno do CCBB SP, na rua Álvares Penteado, 112]
Centro | São Paulo | São Paulo
Tels.: (11) 3113-3651/3652 | e-mail: ccbbsp@bb.com.br

Gostou? Leia também
Exposição panorâmica da artista plástica
Adriana Varejão segue até 10/6 no Malba

Cineasta David Lynch ganha mostra gratuita em SP
Semana das Querências: Entrevistar o ator Michael Fassbender
Semana das Querências: Ir à exposição David Bowie Is em Londres
Inscrições para exposição Alameda: Arte de Rua seguem até 5 de maio
Livro gringo resgata história das pin-up magazines
Quase sessentão Billy Idol faz 21 shows nos States
A Regra do Jogo abre mostra cinematográfica gratuita no Sesc Pinheiros
Fotógrafo Sebastiano Rossi exalta nudez feminina
Mostra reúne 60 fotografias da viagem de Mário de Andrade à Amazônia
David Bowie anuncia pré-venda da edição de 40 anos de Aladdin Sane
Grátis: Arte cusquenha permanece até 28 de abril no Palácio da Boa Vista
Inscrições para Google Science Fair 2013 rolam até 30 de abril
Repaginado, romance de Philip K. Dick volta às livrarias brazucas
Fotógrafo Henri Cartier-Bresson ganha retrospectiva em Estocolmo
O passado e o presente de 6 top galãs dos anos 1980
Sem Tony Scott, filme Fome de Viver completa 30 anos
A partir de 100 filmes, livro reconta história da ficção científica no cinema

Debora de Lucas


//

W3Counter

Anúncios

Inscrições para Festival É Tudo Verdade 2013 se encerram em 10/12

As inscrições para a 18ª edição do Festival Internacional de Documentários É Tudo Verdade acontecem até 10 de dezembro. Filmes brazucas e gringos finalizados a partir de janeiro de 2012 podem participar da competição.

Cartaz da edição 2012 do É Tudo Verdade/Reprodução

Com sete categorias (veja a seguir) e inscrições gratuitas, a organização pretende exibir cerca de 100 títulos durante o
evento que rolará
simultaneamente
de 4 a 14 de abril de 2013 em São Paulo e
no Rio de Janeiro.

O regulamento e a ficha de inscrição já estão disponíveis no site oficial do festival.

A tradicional festança cinematográfica
foi criada pelo
crítico Amir Labaki
[@amirlabaki] em 1996.

Edição passada
O longa Mr. Sganzerla – Os Signos da Luz, de Joel Pizzini, e o curta-metragem A Cidade, de Liliana Sulzbach, venceram o É Tudo Verdade 2012 que foi composto por 80 produções e teve entrada franca em todas as sessões.

Seja bonzinho e curta a página do deborando ;) no Facebook!

A abertura da 17ª edição do festival ficou por conta dos documentários Tropicália, de Marcelo Machado, em São Paulo (22/3), e Jorge Mautner – O Filho do Holocausto (23/3), de Pedro Bial e Heitor D’Alincourt, no Rio.

***

Categorias do É Tudo Verdade > Competição Brasileira de longa ou média-metragem [a partir de 40 min.] | Competição Brasileira de curta-metragem
[até 30 min.] | Competição Internacional de longa ou média-metragem
[a partir de 40 min.] | Competição Internacional de curta-metragem
[até 30 min.] | O Estado das Coisas | Foco Latino-Americano | Retrospectivas

***

É Tudo Verdade | Site Oficial
www.etudoverdade.com.br

Gostou? Leia também
Cartunista Caro Chinaski leva seu cotidiano à web
Jorge Coli ministra palestra gratuita sobre ópera Macbeth em SP
6 homens que levantam o meu humor
Quem pode mais? Madonna ou Lady Gaga?
Documentário sobre George Harrison
ganha cinco exibições gratuitas em SP

Ator Ricardo Darín estampa capa da revista Esquire Espanha
Designer Craig Knowles leva seus personagens ao Tumblr
Arte interna da box Tarantino XX: 8-Films
Collection é (finalmente) revelada

Edvard Munch: O Grito recém-leiloado é exibido no MoMA
Apesar do peso histórico, mostra fotográfica
Observadores tem impacto positivo

Cheio de marra, James Bond completa 50 anos de cinema
Factice: uma revista de fotografia & moda na web
Exposição revisita obra de Nelson Rodrigues em SP

Debora de Lucas


//

W3Counter

Grátis: Criolo, Gaby Amarantos e Emicida se apresentam no festival Existe Amor em SP

Os músicos Criolo, Gaby Amarantos, Emicida, Karina Buhr e Thiago Pethit se apresentam neste domingo (21) no festival gratuito Existe Amor em SP. O evento acontece às 14h, na Praça Franklin Roosevelt, no centro da capital paulista.

Criolo, Gaby Amarantos e Emicida estão no festival/Divulgações

Além das gabaritadas performances musicais, a festa ao ar livre conta com ocupações de graffiti, encenações teatrais e intervenções de DJs e VJs.

A organização promete que as atividades vão acontecer simultânea e continuamente e convida a população a levar suas manifestações culturais e políticas ao local.

Oba-oba?
Apesar do ar oba-oba, o evento é derivado do também festival Amor Sim, Russomanno Não.

Cartaz oficial do evento/Divulgação

O encontro, acontecido em 5 de outubro, repudiou a possibilidade que o então candidato à Prefeitura de São Paulo Celso Russomanno vencesse as eleições.

>Veja galeria de fotos do festival Amor Sim, Russomanno Não

Hoje, os objetivos do Existe Amor em SP são reacender o debate político na cidade; reunificar a Pauliceia Desvairada e mostrar o espírito solidário da
maior cidade da América do Sul. >>>Leia o manifesto completo 

É cor de rosa choque!
Sob o lema “Uma cidade mais rosa choque! Uma cidade com mais amor!”, a organização do festival pede que os participantes vistam a cor para demonstrar o sentimento pelo município.

Seja bonzinho e curta a página do deborando ;) no Facebook!

Até o fechamento deste post, mais de 6 mil pessoas haviam confirmado pelo Facebook as presenças no evento.

Festival Existe Amor em SP! no Facebook [Página Oficial]

FESTIVAL EXISTE AMOR EM SP
Data: 21 de outubro (domingo) | Horário: às 14h | Quanto? Grátis
Line-up: Criolo | Gaby Amarantos | Emicida | Karina Buhr | Thiago Petit | Astronauta Mecânico | Lurdez da Luz | Andreia Dias | Tatá Aeroplano |
Valter Nu | Matilha Cultural | Choque Cultural | Talco Bells | Dionisíaca no Terreiro Grego | Voodoohop | Tanq_ Rosa Choque | Canil_Espaço Fluxus de Cultura | Domingo na Casa Fora do Eixo | Tutu Moraes (Santo Forte) | Batuntã | VJ Scan | VJ Suave | VJ Ortega | Maiakoviski é Amor Teatro (Studio 184)
Praça Franklin Roosevelt | Centro | São Paulo | SP


Gostou? Então, leia também

The Girl: Obsessão de Alfred Hitchcock por
Tippi Hedren é recontada em telefilme da HBO

Rapper Flora Matos faz show gratuito no Sesc Pinheiros
Factice: uma revista de fotografia & moda na web
Exposição revisita obra de Nelson Rodrigues em SP
Oficina ensina técnicas para montagem de produtos sustentáveis
Cheio de marra, James Bond completa 50 anos de cinema
Cartunista Robert Crumb ganha nova compilação da Taschen
Box set reúne apresentações de Amy Winehouse na BBC
Espetáculo Ulisses Molly Bloom – Dançando para
Adiar permanece na Casa das Rosas até 27/10

John Lennon é o Maior Ícone Musical
dos últimos 60 anos, aponta revista NME

David Bowie é homenageado em simpósio de universidade gringa

Debora de Lucas


//

W3Counter

Inscrições para Festival Cine MuBE Vitrine Independente 2012 vão até 31 de maio

Realizadores de curtas e médias-metragens no formato digital já podem inscrever seus filmes na 7ª edição do Cine MuBE Vitrine Independente. As inscrições para o festival do Museu Brasileiro da Escultura (MuBE) rolam até 31 de maio e são gratuitas.

Cartaz do 7º Cine MuBE Vitrine Independente/Reprodução

Sob o lema Filmar ou Morrer, a mostra competitiva de tema livre conta com dez categorias: Melhor Curta-Metragem pelo Júri, Melhor Curta-Metragem pelo Público, Melhor Média-Metragem pelo Júri, Melhor Média-Metragem pelo Público, Melhor Diretor Curta-Metragem, Melhor Diretor Média-Metragem, Melhor Atriz, Melhor Ator, Menção Especial de Curta-Metragem pelo Júri e Melhor Roteiro.

De acordo com o regulamento do evento paulista, apenas produções finalizadas a partir de janeiro de 2011 podem participar do festival.

As inscrições só serão efetivadas com o envio da ficha de inscrição e de três cópias do filme no formato DVD a Cine MuBE Vitrine Independente, Rua Alemanha, 221, Jardim Europa, CEP 01448-010, SP, SP, Brasil.

BAIXE O REGULAMENTO E A FICHA DE INSCRIÇÃO

O encontro premiará os vencedores com viagens, câmeras e bolsas de estudo.

Três dias de festa
A sétima edição da mostra acontecerá de 28 a 30 de junho no MUBE (Avenida Europa, 218, Jardim Europa, São Paulo, SP) e terá entrada gratuita.

Os premiados serão anunciados no último dia do evento.

Com a curadoria do crítico de cinema do jornal Folha de S. Paulo Christian Petermann, o festival convocou o roteirista Di Moretti (Cabra-Cega e As Vidas de Maria), a produtora Geórgia Costa Araújo (Contra Todos e Antônia, O Filme) e o ator global Caco Ciocler como jurados.

CINE MUBE VITRINE INDEPENDENTE
Mais informações na página oficial da mostra www.cinemubevitrine.com, pelo e-mail contato@cinemubevitrine.com ou pelo telefone (11) 2594-2601.

Gostou? Então, leia também
Artes: LABMIS concede bolsa de estudos na Impakt Foundation
Lygia Pape: Estação Pinacoteca apresenta retrospectiva da artista plástica
Fotógrafa Cindy Sherman ganha retrospectiva no MoMA
Com Motoqueiro Fantasma 2 e O Pacto, Nicolas
Cage reafirma más escolhas cinematográficas

Grátis em SP: Rapper Dexter recebe Mano Brown e GOG em show no CCJ
3MOTIVOSPARA… ler o cartunista argentino Angel Mosquito
Livro de fotos Parejas Perfectas apresenta casais da ficção hollywoodiana
Katy Perry encarna Amy Winehouse na revista Interview
Projeto musical SP Representa volta em 2012 com 20 shows
Grátis: Espetáculo teatral Hell chega à periferia
Encenação gratuita de O Idiota rola até 19 de março
3MOTIVOSPARA… continuar lendo o deborando em 2012

Debora de Lucas


//

W3Counter

Quinta edição do festival gratuito Puma Urban Art acontece em Buenos Aires

Pela quinta vez consecutiva, o Puma Urban Art acontece na cidade de Buenos Aires, na Argentina, em 3 (sábado) e 4 (domingo) de março. Nesta edição, o simpático festival reúne artistas argentinos, sul-americanos e norte-americanos para discutir e apresentar os novos caminhos da arte urbana.

Uma das Marilyn Monroe (1926–1962) de Ron English/Reprodução

Com a entrada gratuita e sediado no Centro Cultural Recoleta, o evento [@Puma_Arg] é composto por uma exposição recheada de grafittis, desenhos, quadros, esculturas, instalações e histórias em quadrinhos.

Além disso, a festa conta com performances musicais, exibições de curtas e longa-metragens e palestras.

Dissecando o Puma Urban Art 2012
Os shows no palco principal – Main Stage Terraza – começam sempre às 13h15.

Bandas ligadas aos gêneros rock, punk, jazz e pop como Dietrich, Viva Elástico, Amor Elefante e YiLet se apresentam no espaço.

Com nomes como Ciencia Androide, Klauss e Richie Hell, o segundo palco – Stage Patio de Aljibe – se torna a casa da música eletrônica no festival. Os primeiros sets sempre se iniciam às 14h.

Mais de 40 atrações musicais tocam no encontro, e a organização prevê que os concertos se encerrarão por volta das 23h.

Os filmes Vigilante: The Battle For Expression e Neckface x Isaiah Seret – Born Under A Bad Sign são exibidos nos dois dias, respectivamente, às 15h30 e às 18h15. >>>VEJA PROGRAMAÇÃO COMPLETA

O quarteto Amor Elefante é uma das atrações musicais do festival Puma Urban Art 2012/Reprodução

O primeiro é um documentário de 85 minutos sobre a resistência dos grafiteiros norte-americanos contra os grupos antigrafitti.

O segundo, uma mistura entre ação e terror de 90 minutos, narra a história de um soldado solitário do Diabo na Terra.

As duas grandes palestras do evento acontecem às 20h. No sábado (3/3), o ilustrador e artista plástico americano Jeremy Fish fala sobre seu trabalho. No domingo (4/3), é a vez do também artista e americano Ron English – criador do conceito Popaganda – fazer o mesmo.

Evento bacanudo!
O festival Puma Urban Art é um evento que realmente mostra a cara da arte urbana argentina – que é bem diferente da que rola em grandes cidades brasileiras como São Paulo e Rio de Janeiro.

Documentário Vigilante/Reprodução

Quando morei em Buenos Aires, conferi a terceira edição da festa. É imperdível e apresenta uma Argentina que não pode ser conhecida pelos roteiros de viagem.

Vale a pena dar uma passadinha, principalmente para os que não têm medo do novo.

PUMA URBAN ART 2012
Data: 3 e 4 de março, a partir das 13h15 | Quanto? Grátis
Local: Centro Cultural Recoleta
Junín 1930 | Ciudad Autónoma de Buenos Aires | Buenos Aires | Argentina | Tel.: +54 11 4803-1040

Puma Urban Art | Site oficial
www.pumaurbanart.com

Gostou? Então, leia também
3MOTIVOSPARA… fazer nada
Grátis: Espetáculo teatral
Hell chega à periferia

A Filha do Mal não surpreende, porém fatura grana alta nos EUA
Criolo faz show gratuito no CCJ
Encenação gratuita de O Idiota rola até 19 de março
Um modelo chamado Gonçalo Teixeira
Millenium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres é a
redenção de Daniel Craig e a consagração de Rooney Mara

Com Hentai, mundo erótico de Felipe Yung “Flip” ocupa MuBE
Ria com Laerte, Angeli, Adão e Sieber no Dia Nacional dos Quadrinhos
Projeto musical SP Representa volta em 2012 com 20 shows
3MOTIVOSPARA… continuar lendo o deborando em 2012

Debora de Lucas


//

W3Counter

CarnaSka no CCJ: Apesar do excelente line-up, organização maltrata e diferencia público

A primeira edição do CarnaSka, ocorrida no último sábado (4), na rua, em frente ao Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso (CCJ), poderia ter sido perfeita.

O sexteto Don Robalo em ação/Divulgação

Não choveu. O atraso de três horas para o início do festival gratuito foi relevado pelo público.

As bandas escaladas (line-up) – Móveis Coloniais de Acaju, Sapo Banjo, Peixoto & Machado, Coquetel Acapulco, Ba-Boom, Don Robalo, The Slackers e Larika – fizeram shows espetaculares que agradaram a plateia.

O som e a iluminação também estavam muito bons.

Enquanto os músicos mandavam superbem, a organização da festa do ska, chefiada pelo curador e produtor do CarnaSka, Bruno Lancellotti, pisava na bola com o público.

A primeira falta foi a criação de uma área VIP em frente ao palco de um festival pago com o dinheiro público. A atitude mostrou o abuso de poder, o sentimento de impunidade e o despreparo da produção para realizar shows municipais.

A segunda foi a expulsão dos espectadores que assistiam aos concertos de dentro do CCJ. Durante a antepenúltima apresentação do festival – a da dupla paulistana Peixoto & Maxado –, a organização decidiu que as pessoas não poderiam permanecer no espaço e que tinham que sair a qualquer custo.

Vocês têm que sair!
No entanto, isso não anunciado no começo do evento, e o local não foi sinalizado como interditado.

Por algum motivo, os membros da produção se incomodaram com a presença dos cidadãos e fizeram com que os trabalhadores do CCJ retirassem o público da área. Entre si, eles cochichavam que só quem tivesse a pulserinha de VIP no pulso poderia continuar no prédio público.

Havia gente que estava no local desde a primeira apresentação e que não havia sido repreendida até o momento. Houve uma jovem, que por conta do sol forte, teve uma insolação e foi levada pelos amigos ao espaço entre as portas de vidro e a grade do CCJ. A garota estava caída no chão e sendo socorrida apenas pelos colegas.

A organização viu a situação e pediu para que eles saíssem. Um dos garotos colocou a jovem no colo, e eles partiram sem atendimento médico ou uma orientação. O membro mais velho dessa turminha tinha, no máximo, 17 anos.

The Slackers foi a penúltima banda a se apresentar no Carnaska/Divulgação

Polícia para quem precisa de polícia
O público que não quis sair tentou argumentar com a produção. No entanto, levou chumbo. Após as reclamações, alguns dos policiais militares que patrulhavam o evento foram chamados conter a “ordem”. Os cidadãos constrangidos e inibidos com a presença da PM foram obrigados a se retirar.

Ou seja, enquanto um festival lindo acontecia no palco, um show de cafajestagem e bestialidade ocorria abaixo dele. A organização não realizou um evento de oito horas conforme o programado (das 14h às 22h), mas deve ter recebido por isso (o CarnaSka rolou das 16h às 23h15).

Na verdade, o festival não foi feito para o povo, mas sim, para a enaltecer a vaidade da produção. Pois a equipe de Lancellotti maltratou e diferenciou o cidadão paulistano e brincou com o dinheiro público. (Debora de Lucas | @deboradelucas)

Leia também
CarnaSka: Móveis Coloniais de Acaju, Sapo Banjo e The Slackers agitam festa de pré-carnaval em SP

(Debora de Lucas | @deboradelucas) | Crédito das imagens: Reprodução


Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: