Cheio de marra, James Bond completa 50 anos de cinema

Enxutaço e cheio marra, o emblemático personagem do escritor inglês Ian Fleming (1908 – 1964) completa 50 anos de cinema nesta sexta-feira (5). Sim, seu nome é Bond… James Bond e, apesar da idade, continua o mais importante agente secreto da Sétima Arte.

Cartaz comemorativo dos 50 anos de cinema de James Bond/James Hart Dyke/Reprodução

Encarnado por seis atores nas telonas – Sean Connery (1962 –1967; 1971; 1983), George Lazenby (1969), Roger Moore (1973 – 1985), Timothy Dalton (1987 – 1989), Pierce Brosnan (1995 – 2002) e Daniel Craig (2006 – presente) –, o britânico 007 entrou no imaginário coletivo pela primeira vez em 1953, com a publicação do livro Casino Royale.

Estreia no cinema
O début cinematográfico só aconteceu em 5 de outubro de 1962, data da première do filme 007 Contra o Satânico Dr. No (Dr. No). De lá para cá, o número de fãs aumenta constantemente, e a franquia – que sempre se renova – atrai uma audiência cada vez mais jovem. Sim, esse é o poder de Hollywood.

Pôster norte-americano do longa Skyfall/Reprodução

Para celebrar a data, uma série de produtos foi lançada (ou anunciada) como a filmografia completa em Blu-Ray e os CDs Best of Bond… James Bond, 50 Years – 50 Tracks (disco 1 e 2).

Porém, o grande destaque do dia é o lançamento da canção Skyfall, da cantora inglesa Adele.

A música-tema é homônima ao 23º longa que está previsto para chegar aos cinemas londrinos em 26 de outubro e nas salas americanas em 9 de novembro.

Skyfall
No filme, a lealdade de Bond (Craig) por M (Judi Dench), chefe do Serviço Secreto Britânico, é testada. A produção foi dirigida pelo experiente e ganhador do Oscar Sam Mendes (Estrada para Perdição e Beleza Americana) e conta com a presença do também oscarizado Javier Bardem (Biutiful e Onde os Fracos Não Têm Vez) como o vilão Raoul Silva.

Seja bonzinho e curta a página do deborando ;) no Facebook!

Em 14 livros, com 59 anos de Literatura, em 23 filmes e cinquentão na telonas, James Bond [@007] nunca envelhece e, por mais que a narrativa seja sempre a mesma, ele ainda tem muito o que oferecer. Vida longa a Bond… James Bond!

James Bond | Site Oficial [em inglês]
www.007.com

James Bond no Facebook | Página oficial [em inglês]
www.facebook.com/JamesBond007

Ian Fleming | Site Oficial [em inglês]
www.ianfleming.com

Gostou? Então, leia também
Mostra gratuita Impressionismo se despede
de SP com visitação durante a madrugada

Cartunista Robert Crumb ganha nova compilação da Taschen
As Cores do Som: Evento de Arte de Rua ocupa mirante do CCJ
Quarta edição de festival argentino de quadrinhos acontece até 7/10
Box set reúne apresentações de Amy Winehouse na BBC
Espetáculo Ulisses Molly Bloom – Dançando para
Adiar permanece na Casa das Rosas até 27/10

John Lennon é o Maior Ícone Musical
dos últimos 60 anos, aponta revista NME

David Bowie é homenageado em simpósio de universidade gringa
Audição e pré-venda de novo disco de
Bob Dylan já estão disponíveis no iTunes
Filmagens de novo longa de Pedro Almodóvar se encerram

Debora de Lucas


//

W3Counter

Roteirista Paul Schrader dá palestra gratuita em SP

O consagrado roteirista hollywoodiano Paul Schrader ministra palestra gratuita nesta terça-feira (18), às 21h, no Museu da Imagem e do Som (MIS), em São Paulo. Os ingressos para o evento serão distribuídos com uma hora de antecedência.

Paul Schrader, 66 anos, 21 roteiros e 18 filmes/Reprodução

O encontro faz parte da retrospectiva de filmes Maratona Paul Schrader
que acontece de 18 a 23 de setembro no espaço público (veja programação completa
a seguir)
. As entradas para cada sessão custam R$ 4 (inteira) e R$ 2 (meia).

O norte-americano de 66 anos também é conhecido como diretor e tem 18 longas no currículo.

Entre os 21 roteiros que escreveu estão Operação Yakuza (1974), de Sydney Pollack (1934 – 2008); Taxi Driver (1976), Touro Indomável (1980) e A Última Tentação de Cristo (1988),
de Martin Scorsese; e Gigolô Americano (1980), dirigido por ele mesmo.

Cereja frustrada
Os cinéfilos já devem estar excitados. No entanto, o climax do evento é a Aula Magna que o mestre da Sétima Arte vai dar na sexta-feira (21), às 15h. Temas como roteiro, cinema e bastidores de produções de Hollywood vão dar o tom do encontro.

Seja bonzinho e curta a página do deborando ;) no Facebook!

As inscrições para a “aulaça” já estão encerradas. Porém, quem quiser tentar a sorte, pode comparecer ao MIS e rezar por uma desistência.

Programação
>>> 18 de setembro (terça-feira)
19h – Marca da Pantera [Cat People, 1982], de Paul Schrader | Duração:118 minutos | VEJA O TRAILER
21h – Palestra gratuita com Paul Schrader

>>> 19 de setembro (quarta-feira)
18h – Adam Resurrected [Adam Resurrected, 2008], de Paul Schrader | Duração:106 minutos | VEJA O TRAILER
20h – Vivendo no Limite [Bringing Out the Dead, 1999] | Duração: 121 minutos | VEJA O TRAILER

>>> 21 de setembro (sexta-feira)
15h – Aula Magna com Paul Schrader
18h – O Acompanhante [The Walker, 2007], de Paul Schrader | Duração: 108 minutos | VEJA O TRAILER 

>>> 22 de setembro (sábado)
16h – Operação Yakuza [The Yakuza, 1974], de Sydney Pollack | Duração: 122 minutos | VEJA O TRAILER
18h – Gigolô Americano [American Gigolo, 1980], de Paul Schrader | Duração: 117 minutos | VEJA O TRAILER
20h – Taxi Driver [Taxi Driver, 1976], de Martin Scorsese | Duração: 113 minutos | VEJA O TRAILER

>>> 23 de setembro (domingo)
16h – Auto Focus [Auto Focus, 2002], de Paul Schrader | Duração: 105 minutos | VEJA O TRAILER
18h – Trágica Obsessão [Obsession, 1976], de Brian De Palma | Duração: 98 minutos | VEJA O TRAILER
20h – Touro Indomável [Raging Bull, 1980] de Martin Scorsese | Duração: 129 minutos | VEJA O TRAILER

Paul Schrader | Site Oficial
www.paulschrader.org

***

MARATONA PAUL SCHRADER NO MIS
Data: De 18 a 23 de setembro | Horário: Variados. Confira a programação.
Quanto? Palestra e aula magna, grátis. Sessões, R$ 4 (inteira) e R$ 2 (meia). | Classificação: 14 anos
Local: Museu da Imagem e do Som (MIS)
Avenida Europa, 158, Jardim Europa | São Paulo |São Paulo
Telefone: (11) 2117-4777
Acesso para cadeirantes | Ar condicionado |
Estacionamento conveniado
MIS | Site Oficial
www.mis-sp.org.br

Gostou? Então, leia também
Filmagens de novo longa de Pedro Almodóvar se encerram
Documentário Tropicália estreia nesta sexta (14/9)
Grátis: Markus Popp ministra workshop de música eletrônica no MIS
David Bowie é homenageado em simpósio de universidade irlandesa
Revista da Taschen ganha versão para iPad
Inscrições para Residência Núcleo de Estudos do MIS vão até 30/9
Pré-venda da megabox de CDs de Johnny Cash se inicia nesta sexta
Integrada às redes sociais, Madonna chega aos 54 anos
A “peladice” de Lady Gaga versus a nudez de Madonna

Debora de Lucas


//

W3Counter

La Strada: Film Foundation restaura clássico de Fellini

O clássico de 1954 A Estrada da Vida (La Strada) vai ser restaurado pela Film Foundation, informa a Hollywood Foreign Press Association (Associação da Imprensa Estrangeira de Hollywood, em português).

Um dos cartazes italianos do filme A Estrada da Vida/Reprodução

O reparo do longa-metragem do cineasta italiano Federico Fellini (1920 – 1993) será bancado pelas doações feitas à instituição de Martin Scorsese, ainda de acordo com a HFPA.

As datas de início e de término do projeto não foram divulgadas.

No drama de 108 minutos, a jovem ingênua Gelsomina (Giulietta Masina) é vendida por sua mãe para o rude artista mambembe Zampanò (Anthony Quinn).

Apesar da relação conturbada, a moça acompanha o showman como ajudante. Com a chegada do equilibrista Il Matto (Richard Basehart), o relacionamento entre o casal se torna ainda mais tumultuado.

>>>Leia também:  Mostra gratuita Tutto Fellini permanece em SP até 16/9

A produção arrebatou o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 1957.

Repeteco felliniano
No entanto, esse não é o primeiro flerte entre a fundação do diretor norte-americano e a obra de Fellini. O clássico de 1960 A Doce Vida (La Dolce Vita) também foi restaurado pela FF.

Passaram pelo mesmo processo os inesquecíveis Os Dez Mandamentos (1923), de Cecil B. DeMille; Metrópolis (1926), de Fritz Lang; King Kong (1933), de Merian C. Cooper e Ernest B. Schoedsack; Macbeth (1948), de Orson Welles; Sindicato dos Ladrões (1954), de Elia Kazan; e O Leopardo (1963), de Luchino Visconti.

Seja bonzinho e curta a página do deborando ;) no Facebook!

Fundada em 1990, a Film Foundation é uma organização não lucrativa dedicada a preservar e proteger a história do cinema mundial. Em 12 anos, o instituto americano já recuperou aproximadamente 560 filmes.

Para se manter, a instituição aceita doações a partir de US$ 1 (cerca de R$ 2).


Film Foundation | Site Oficial [em inglês]
www.film-foundation.org

Gostou? Então, leia também
Exposição apresenta transformação de Norma Jeane em Marilyn Monroe
Azzurra Piccardi: Fotógrafa flerta com beleza, irreverência e fantasia
Criolo, Rodrigo Campos e Kiko Dinucci abrem 2ª
edição do Estéticas das Periferias com show no CCJ

Unesp oferece curso gratuito de Cinema Brasileiro
Kristen Stewart e seu lado B
Rolling Stones inaugura exposição comemorativa de 50 anos
Madonna: Livro de fotos Sex completa 20 anos
Grátis: Fernanda Montenegro leva peça ao interior de SP
Eleições 2012, a Era das Ligações Perigosas no Brasil
Disco The Velvet Underground & Nico ganha reedição turbinada
File 2012 vai até 19/8 em São Paulo
Exposição Georges Méliès, O Mágico do Cinema chega ao Brasil

Debora de Lucas


//

W3Counter

Exposição apresenta transformação de Norma Jeane em Marilyn Monroe

A deusa antes de ser deusa, essa é a proposta da exibição de fotos Marilyn: Intimate Exposures. A mostra da galeria londrina Proud Chelsea apresenta a metamorfose da jovem aspirante ao estrelato Norma Jeane na diva do cinema Marilyn Monroe (1926 – 1962).

Uauuu… Simplesmente Marilyn Monroe/Bruno Bernard/Reprodução

Baseada no livro homônimo de Susan Bernard, a exposição gratuita conta com imagens de Bruno Bernard (1912 – 1987).

O fotógrafo, um dos melhores da Era de Ouro de Hollywood, começou a clicar Marilyn quando ela era apenas uma modelo. Com a ascensão da atriz, o alemão se tornou o fotógrafo pessoal da estrela.

A exibição pode ser visitada até 9 de setembro e é mais um dos eventos que lembram os 50 anos de morte da loira platinada.

33 filmes
Marilyn Monroe nasceu Norma Jeane Mortenson em 1º de junho de 1926, em Los Angeles (EUA). Após uma infância e uma adolescência conturbadas, se casou com Jimmy Dougherty. Pouco tempo depois, foi descoberta pelo fotógrafo Davis Conover (1919 – 1983) e iniciou a carreira de modelo. Estreou nas telonas com o filme Sua Alteza, a Secretária (1947).

Seja bonzinho e curta a página do deborando ;) no Facebook!

Ao todo, participou de 33 longas-metragens e entre eles estão os clássicos Os Homens Preferem as Loiras (1953), Como Agarrar um Milionário (1953), O Pecado Mora ao Lado (1955) e Quanto Mais Quente Melhor (1959). Em 5 de agosto de 1962, morreu de overdose de barbitúricos, aos 36 anos, em Los Angeles.

***

MARILYN: INTIMATE EXPOSURES
Data: Até 9 de setembro | Quanto? Grátis | Horário: de domingo a sexta-feira, das 10h às 19h, e aos sábados, das 10h às 20h
Galeria Proud Chelsea
161 King’s Road | Chelsea | Londres | Inglaterra
Email: info@proudgalleries.co.uk. | Tel.: 44 (0) 20 7349 0822

Gostou? Então, leia também
My Week with Marilyn estreia nos Estados Unidos
Azzurra Piccardi: Uma fotógrafa que
flerta com beleza, irreverência e fantasia

Criolo, Rodrigo Campos e Kiko Dinucci abrem 2ª
edição do Estéticas das Periferias com show no CCJ

Unesp oferece curso gratuito de Cinema Brasileiro
Kristen Stewart e seu lado B
Rolling Stones inaugura exposição comemorativa de 50 anos
Madonna: Livro de fotos Sex completa 20 anos
Grátis: Fernanda Montenegro leva peça ao interior de SP
Eleições 2012, a Era das Ligações Perigosas no Brasil
Disco The Velvet Underground & Nico ganha reedição turbinada
File 2012 vai até 19/8 em São Paulo
Imperdível: Exposição gratuita Tutto Fellini permanece em SP até 16/9
Trechos dos filmes A Doce Vida e 8½ compõem mostra Tutto Fellini
Exposição Georges Méliès, O Mágico do Cinema chega ao Brasil

Norma Jeane antes de se tornar uma estrela/Bruno Bernard/Reprodução

Debora de Lucas


//

W3Counter

Kristen Stewart e seu lado B

Quem imaginaria que um dos relacionamentos mais invejados de Hollywood pudesse ficar por um fio? Na semana passada, o caso que a atriz Kristen Stewart manteve com o diretor de cinema Rupert Sanders durante as filmagens do longa Branca de Neve e o Caçador foi revelado pela imprensa norte-americana.

Kristen Stewart no tapete vermelho do Oscar em 2010/Sgt. Michael Connors/Wikimedia Commons

O resultado do flamejante affair entre a jovem de 22 anos e o cineasta casado de 41 foi o rompimento do namoro entre a estrela e o ator Robert Pattinson, 26.

Abalado, o astro deixou a casa onde os dois viviam e se recusa a conversar com Kristen. Arrependida, a atriz pediu desculpas publicamente e tenta reatar o romance.

Bem, esse é um triste capítulo da história da moçoila. Sempre apontada como tonta, inexpressiva, relaxada e desglamourizada pela mídia, o lado B da estrela foi finalmente revelado.

Bella x Kristen
Não que a jovem escondesse seu verdadeiro eu. O problema é que o público e a imprensa acreditaram que a atriz fosse Bella Swan, a protagonista da Saga Crepúsculo, fora das telonas.

A fantasia da garota meiga e loucamente apaixonada pelo vampiro Edward Cullen (Pattinson) foi explorada nos livros da escritora Stephenie Meyer e reforçada nos cinco filmes da franquia – o último, Amanhecer – Parte 2, será lançado em 16 de novembro.

Se a coletividade botou fé na representação, isso demonstra que Kristen é uma grande artista.

Essa confusão entre personagem e personalidade é recorrente em Hollywood, e a associação é geralmente desastrosa. Ela fez do ator Mark Hamill apenas Luke Skywalker e limitou a atriz Maria Schneider (1952 – 2011) à eterna Jeanne, de Último Tango em Paris (1972).

O lado B de Ingrid Bergman
Provavelmente, o pior caso foi o de Ingrid Bergman (1915 – 1982). Quando a estrela de Casablanca resolveu terminar o casamento de dez anos para assumir o relacionamento com o diretor Roberto Rossellini (1906 – 1977), foi crucificada e perseguida pela mídia e pelos fãs que viram a atitude como um arroubo.

Ingrid Bergman contou suas verdades em uma autobiografia/Reprodução

No entanto, em sua autobiografia – Ingrid Bergman, História de Uma Vida (Editora Francisco Alves), a atriz revelou que a relação com seu primeiro marido, Petter Lindstrom (1907 – 2000), estava desgastada e que ela havia pedido o divórcio três anos antes de conhecer o cineasta italiano.

Ou seja, a separação só se tornou um escândalo porque a sociedade – com suas meias verdades e suas idealizações – a fez assim.

Em seu livro, Ingrid desconstruiu a imagem de mulher perfeita criada pela indústria cinematográfica, falou sobre as perigosas engrenagens do meio e expôs as suas verdades, o seu lado B.

A partir dessa exposição, é possível que Kristen Stewart não estivesse tão feliz com Robert Pattinson. Que, talvez, o envolvimento com o diretor tenha sido realmente um deslize. Quiçá, uma infeliz jogada de marketing.

Seja bonzinho e curta a página do deborando ;) no Facebook!

Nunca saberemos a verdade. Independente do desfecho da história, a estrela saiu ganhando porque se libertou, ainda jovem, de seu limitante simulacro.

Gostou? Então, leia também
Taylor Lautner, o lobinho que quer ser gente grande
Grátis: Fernanda Montenegro leva peça ao interior de SP
Eleições 2012, a Era das Ligações Perigosas no Brasil
Disco The Velvet Underground & Nico ganha reedição turbinada
Rolling Stones inaugura exposição comemorativa de 50 anos
Quino: Pai de Mafalda completa 80 anos
File 2012 vai até 19/8 em São Paulo
Peça expõe fragilidade de Kurt Cobain
Imperdível: Exposição gratuita Tutto Fellini permanece em SP até 16/9
Trechos dos filmes A Doce Vida e 8½ compõem mostra Tutto Fellini
Exposição Georges Méliès, O Mágico do Cinema chega ao Brasil
Bonecos Art Duritos fazem a cabeça dos descolados na Argentina
Com extras, O Artista é lançado em DVD e em Blu-ray no Brasil
Madonna: Livro de fotos Sex completa 20 anos

Debora de Lucas


//

W3Counter

Com extras, O Artista é lançado em DVD e em Blu-ray no Brasil

O belíssimo filme O Artista (The Artist) chegou às prateleiras brasileiras nos formatos DVD (R$ 39,90) e Blu-ray (R$ 79,90) na última terça-feira (26). Para a alegria dos cinéfilos, a produção franco-belga foi lançada no país com o esperado material extra composto por making of, erros de gravação e entrevistas e depoimentos do elenco e da produção.

O Artista nos formatos DVD e Blu-ray/Reprodução

Ambientada no início da era dos filmes falados de Hollywood, a trama de 100 minutos se passa nos anos 1920 e narra a decadência do astro do cinema mudo George Valentin (Jean Dujardin) e a ascensão da jovem atriz Peppy Miller (Bérénice Bejo).

Dirigido e escrito por Michel Hazanavicius (Agente 117 – Rio Não Responde Mais), o longa-metragem mudo e em preto e branco faturou cinco estatuetas douradas na última edição do Oscar, entre elas Melhor Filme, Melhor Diretor e Melhor Ator.

Em tempos de 3D, a ousada aposta também conquistou sete prêmios Bafta, três Globos de Ouro e um em Cannes.

Homenagem não declarada
A produção mergulha em um período difícil da História do Cinema americano e retrata com sensibilidade o ostracismo que muitos atores e atrizes sofreram com a chegada do som às telonas. Além disso, aborda de forma tocante as constantes mudanças do mundo contemporâneo.

O drama, que paulatinamente se transforma em uma história de amor, apresenta valores como amizade, gratidão e solidariedade.

Seja bonzinho e curta a página do deborando ;) no Facebook!

A homenagem não declarada de Hazanavicius ao cinema mudo arrecadou cerca de US$ 130 milhões (cerca de R$ 270 milhões) pelo mundo e rendeu frutos até para o cãozinho Uggie. Na última segunda-feira (25), o simpático personagem deixou a marca de suas patinhas na badalada calçada da fama hollywoodiana.


O Artista | Site Oficial [em inglês]

weinsteinco.com/sites/the-artist

Gostou? Então, leia também
Prometheus: Prelúdio da franquia Alien é espetacular
Pedro Almodóvar e Antonio Banderas voltam a
trabalhar juntos; Relembre os filmes da parceria
Filme Woody Allen: A Documentary agrada críticos britânicos
7 Días en La Habana e Savages são as apostas de Benicio Del Toro para 2012
Trupe Circo Roda repassa trajetória em espetáculo gratuito no CCJ
Madonna: Livro de fotos Sex completa 20 anos
Ingressos para show de Morrissey e Iggy
and the Stooges nos EUA já estão à venda
Fotógrafo Antoine Verglas fantasia cotidiano de showgirl em livro
A Lua de Yakuza: Chocante livro de Shoko Tendo a R$ 5
Ziggy-Fy Yourself!: Encarne o alter ego de David Bowie
Galeria francesa organiza exposição em homenagem aos Rolling Stones

Debora de Lucas


//

W3Counter

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: