Livro reúne pôsteres da franquia James Bond

O livro James Bond 50 Years of Movie Posters reúne cartazes cinematográficos da franquia de 23 filmes do agente secreto 007. Apesar de não oficial, a aposta da editora britânica DK Publishing comemora os 50 anos de telonas do personagem criado pelo escritor Ian Fleming (1908 – 1964) em 1952.

Capa (ao centro) e páginas internas de James Bond 50 Years of Movie Posters/Reprodução

Em capa dura e com 320 páginas, o título conta com pôsteres do primeiro filme da série, 007 Contra o Satânico Dr. No (1962), até o último, 007 – Operação Skyfall (2012), de diversos cantos do mundo (veja filmografia completa a seguir). Além dos cartazes, a obra traz textos explicativos sobre cada campanha de divulgação e outros apetrechos como teasers e cards lobby.

Segundo a editora, o livro também apresenta materiais inéditos e raros.

Nas livrarias britânicas e norte-americanas desde 3 de setembro, James Bond 50 Years of Movie Posters não tem previsão de lançamento para o Brasil. No entanto, o título pode ser comprado em importadoras ou na Amazon.com por US$ 50 (cerca de R$ 100), sem as taxas de entrega.

Skyfall no Brasil
O longa-metragem 007 – Operação Skyfall (Skyfall) estreou no país em 26 de outubro e já levou mais de um milhão de espectadores aos cinemas.

Um dos pôsteres de 007 – Operação Skyfall/Reprodução

De acordo com o portal Filme B, o 23º filme da franquia faturou mais de R$ 2,2 milhões no último fim de semana no Brasil.

Na trama de 143 minutos, a lealdade de James Bond (Daniel Craig) por M (Judi Dench), chefe do Serviço Secreto Britânico, é testada.

O casamento entre o roteiro redondo de Neal Purvis, Robert Wade e John Logan, a direção precisa de Sam Mendes (Beleza Americana e Foi Apenas um Sonho) e a edição eletrizante de Stuart Baird (Lanterna VerdeSuperman – O Filme) deixaram a produção emocionante.

As facetas humanizada e sombria do 007 [@007] são aprofundadas a cada longa de forma primorosa por Craig (007 – Cassino Royale e 007 – Quantum of Solace). O oscarizado Javier Bardem está imbátivel como o vilão Silva. Tanto que a Academia já cogita nomear o espanhol ao Oscar de Melhor Ator Coadjuvante em 2013.

Seja bonzinho e curta a página do deborando ;) no Facebook!

No entanto, o ponto alto do filme é o desfecho inesperando. Com ele, mais um ciclo da franquia do mais charmoso espião de todos os tempos se completa.

***

FILMOGRAFIA COMPLETA DA FRANQUIA JAMES BOND
1º > 007 – Contra o Satânico Dr. No (Dr. No), 1962, com Sean Connery
2º > Moscou Contra 007 (From Russia with Love), 1963, com Sean Connery
3º > 007  – Contra Goldfinger (Goldfinger), 1964, com Sean Connery
4º > 007  – Contra a Chantagem Atômica (Thunderball), 1965,
com Sean Connery
5º > 007 – Só Se Vive Duas Vezes (You Only Live Twice),
1967, com Sean Connery
6º > 007 – A Serviço Secreto de Sua Majestade (On Her Majesty’s Secret Service), 1969, com George Lazenby
7º > 007 – Os Diamantes São Eternos (Diamonds Are Forever),
1971, com Sean Connery
8º >007 – Viva e Deixe Morrer (Live and Let Die), 1973, com Roger Moore
9º > 007 Contra o Homem com a Pistola de Ouro (The Man with the Golden Gun), 1974, com Roger Moore
10º > 007 – O Espião Que Me Amava (The Spy Who Loved Me),
1977, com Roger Moore
11º > 007 Contra o Foguete da Morte (Moonraker), 1979, com Roger Moore
12º > 007 – Somente Para Seus Olhos (For Your Eyes Only),
1981, com Roger Moore
13º > 007 Contra Octopussy (Octopussy), 1983, com Roger Moore
14º > 007 – Na Mira dos Assassinos (A View to a Kill ), 1985, com Roger Moore
15º > 007 – Marcado para a Morte (The Living Daylights),
1987, com Timothy Dalton
16º > 007 – Permissão para Matar (Licence to Kill), 1989, com Timothy Dalton
17º > 007 Contra GoldenEye (GoldenEye), 1995, com Pierce Brosnan
18º > 007 – O Amanhã Nunca Morre (Tomorrow Never Dies),
1997, com Pierce Brosnan
19 º > 007 – O Mundo Não é o Bastante (The World Is Not Enough),
1999 , com Pierce Brosnan
20º > 007 – Um Novo Dia Para Morrer (Die Another Day),
2002, com Pierce Brosnan
21º > 007 – Cassino Royale (Casino Royale), 2006, com Daniel Craig
22° > 007 – Quantum of Solace (Quantum of Solace), 2008, com Daniel Craig
23° > 007 – Operação Skyfall (Skyfall) 2012, com Daniel Craig

***

007 | Site Oficial [em inglês]
www.007.com

Gostou? Leia também
Cheio de marra, James Bond completa 50 anos de cinema
6 homens que levantam o meu humor
Arte interna da box Tarantino XX: 8-Films
Collection é (finalmente) revelada

Reality show Vida de DJ estreia nesta quarta (14/11) no Terra
Inscrições para Festival É Tudo Verdade se encerram em 10/12
Jorge Coli ministra palestra gratuita sobre ópera Macbeth em SP
Quem pode mais? Madonna ou Lady Gaga?
Ator Ricardo Darín estampa capa da revista Esquire Espanha
Designer Craig Knowles leva seus personagens ao Tumblr
Edvard Munch: O Grito recém-leiloado é exibido no MoMA
Apesar do peso histórico, mostra fotográfica
Observadores tem impacto positivo

Factice: uma revista de fotografia & moda na web
Exposição revisita obra de Nelson Rodrigues em SP

Debora de Lucas


//

W3Counter

Anúncios

La Strada: Film Foundation restaura clássico de Fellini

O clássico de 1954 A Estrada da Vida (La Strada) vai ser restaurado pela Film Foundation, informa a Hollywood Foreign Press Association (Associação da Imprensa Estrangeira de Hollywood, em português).

Um dos cartazes italianos do filme A Estrada da Vida/Reprodução

O reparo do longa-metragem do cineasta italiano Federico Fellini (1920 – 1993) será bancado pelas doações feitas à instituição de Martin Scorsese, ainda de acordo com a HFPA.

As datas de início e de término do projeto não foram divulgadas.

No drama de 108 minutos, a jovem ingênua Gelsomina (Giulietta Masina) é vendida por sua mãe para o rude artista mambembe Zampanò (Anthony Quinn).

Apesar da relação conturbada, a moça acompanha o showman como ajudante. Com a chegada do equilibrista Il Matto (Richard Basehart), o relacionamento entre o casal se torna ainda mais tumultuado.

>>>Leia também:  Mostra gratuita Tutto Fellini permanece em SP até 16/9

A produção arrebatou o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 1957.

Repeteco felliniano
No entanto, esse não é o primeiro flerte entre a fundação do diretor norte-americano e a obra de Fellini. O clássico de 1960 A Doce Vida (La Dolce Vita) também foi restaurado pela FF.

Passaram pelo mesmo processo os inesquecíveis Os Dez Mandamentos (1923), de Cecil B. DeMille; Metrópolis (1926), de Fritz Lang; King Kong (1933), de Merian C. Cooper e Ernest B. Schoedsack; Macbeth (1948), de Orson Welles; Sindicato dos Ladrões (1954), de Elia Kazan; e O Leopardo (1963), de Luchino Visconti.

Seja bonzinho e curta a página do deborando ;) no Facebook!

Fundada em 1990, a Film Foundation é uma organização não lucrativa dedicada a preservar e proteger a história do cinema mundial. Em 12 anos, o instituto americano já recuperou aproximadamente 560 filmes.

Para se manter, a instituição aceita doações a partir de US$ 1 (cerca de R$ 2).


Film Foundation | Site Oficial [em inglês]
www.film-foundation.org

Gostou? Então, leia também
Exposição apresenta transformação de Norma Jeane em Marilyn Monroe
Azzurra Piccardi: Fotógrafa flerta com beleza, irreverência e fantasia
Criolo, Rodrigo Campos e Kiko Dinucci abrem 2ª
edição do Estéticas das Periferias com show no CCJ

Unesp oferece curso gratuito de Cinema Brasileiro
Kristen Stewart e seu lado B
Rolling Stones inaugura exposição comemorativa de 50 anos
Madonna: Livro de fotos Sex completa 20 anos
Grátis: Fernanda Montenegro leva peça ao interior de SP
Eleições 2012, a Era das Ligações Perigosas no Brasil
Disco The Velvet Underground & Nico ganha reedição turbinada
File 2012 vai até 19/8 em São Paulo
Exposição Georges Méliès, O Mágico do Cinema chega ao Brasil

Debora de Lucas


//

W3Counter

Com extras, O Artista é lançado em DVD e em Blu-ray no Brasil

O belíssimo filme O Artista (The Artist) chegou às prateleiras brasileiras nos formatos DVD (R$ 39,90) e Blu-ray (R$ 79,90) na última terça-feira (26). Para a alegria dos cinéfilos, a produção franco-belga foi lançada no país com o esperado material extra composto por making of, erros de gravação e entrevistas e depoimentos do elenco e da produção.

O Artista nos formatos DVD e Blu-ray/Reprodução

Ambientada no início da era dos filmes falados de Hollywood, a trama de 100 minutos se passa nos anos 1920 e narra a decadência do astro do cinema mudo George Valentin (Jean Dujardin) e a ascensão da jovem atriz Peppy Miller (Bérénice Bejo).

Dirigido e escrito por Michel Hazanavicius (Agente 117 – Rio Não Responde Mais), o longa-metragem mudo e em preto e branco faturou cinco estatuetas douradas na última edição do Oscar, entre elas Melhor Filme, Melhor Diretor e Melhor Ator.

Em tempos de 3D, a ousada aposta também conquistou sete prêmios Bafta, três Globos de Ouro e um em Cannes.

Homenagem não declarada
A produção mergulha em um período difícil da História do Cinema americano e retrata com sensibilidade o ostracismo que muitos atores e atrizes sofreram com a chegada do som às telonas. Além disso, aborda de forma tocante as constantes mudanças do mundo contemporâneo.

O drama, que paulatinamente se transforma em uma história de amor, apresenta valores como amizade, gratidão e solidariedade.

Seja bonzinho e curta a página do deborando ;) no Facebook!

A homenagem não declarada de Hazanavicius ao cinema mudo arrecadou cerca de US$ 130 milhões (cerca de R$ 270 milhões) pelo mundo e rendeu frutos até para o cãozinho Uggie. Na última segunda-feira (25), o simpático personagem deixou a marca de suas patinhas na badalada calçada da fama hollywoodiana.


O Artista | Site Oficial [em inglês]

weinsteinco.com/sites/the-artist

Gostou? Então, leia também
Prometheus: Prelúdio da franquia Alien é espetacular
Pedro Almodóvar e Antonio Banderas voltam a
trabalhar juntos; Relembre os filmes da parceria
Filme Woody Allen: A Documentary agrada críticos britânicos
7 Días en La Habana e Savages são as apostas de Benicio Del Toro para 2012
Trupe Circo Roda repassa trajetória em espetáculo gratuito no CCJ
Madonna: Livro de fotos Sex completa 20 anos
Ingressos para show de Morrissey e Iggy
and the Stooges nos EUA já estão à venda
Fotógrafo Antoine Verglas fantasia cotidiano de showgirl em livro
A Lua de Yakuza: Chocante livro de Shoko Tendo a R$ 5
Ziggy-Fy Yourself!: Encarne o alter ego de David Bowie
Galeria francesa organiza exposição em homenagem aos Rolling Stones

Debora de Lucas


//

W3Counter

Pedro Almodóvar e Antonio Banderas voltam a trabalhar juntos; Relembre os filmes da parceria espanhola

O diretor Pedro Almodóvar (Tudo Sobre Minha Mãe) confirmou as participações dos astros Penélope Cruz (Piratas do Caribe) e Antonio Banderas (Femme Fatale) em seu próximo longa, Los Amantes Pasajeros, na quarta-feira passada (13), em um comunicado publicado no site da produtora El Deseo.

Os espanhóis Pedro Almodóvar (à esq.) e Antonio Banderas durante as filmagens de A Pele que Habito (2011); Ao longo dos anos, além de parceiros, diretor e ator se tornaram amigos/Divulgação

No filme, previsto para chegar aos cinemas em 2013, os hollywoodianos interpretarão pequenos papéis e dividirão as telonas com outros também renomados atores espanhóis como Carmen Machi (Que se Mueran los Feos), Paz Vega (Lúcia e o Sexo) e Javier Cámara (Los Girasoles Ciegos).

Para Penélope – atual musa do cineasta nas produções Volver (2006) e Abraços Partidos (2009) –, a ponta será o terceiro trabalho da atriz com o diretor. Já para Banderas, será a sétima vez em que o astro empresta seu charme a um personagem do universo do almodovariano.

30 anos de parceria e amizade
A parceria (e a amizade) entre os dois grandes nomes da Sétima Arte completa 30 anos em 29 de setembro. Em 1982, Labirinto de Paixões (Laberinto de Pasiones) foi lançado nos cinemas espanhóis e mudou a vida e a carreira de Banderas, 51 anos.

Um tempinho depois, o então jovem ator se mudou de Madri para Hollywood e se tornou um dos astros mais famosos do mundo. Décadas mais tarde, o cineasta espanhol de 62 anos se transformou em um dos diretores mais importantes do século 20 e ganhou o Oscar de Melhor Roteiro pelo longa Fale com Ela (2003).

Em 2011, os dois se reencontram em A Pele que Habito (La Piel que Habito). No 32º filme de Almodóvar, os gigantes trabalharam juntos pela sexta vez.

Na linha do tempo abaixo, relembre em 16 tópicos uma das mais celebradas – e talvez, uma das mais importantes, – parcerias da História do Cinema Espanhol.

***

  1. Labirinto de Paixões (1982)
    Segundo filme de Antonio Banderas e primeiro longa do ator com o diretor Pedro Almodóvar. Na comédia dramática, o astro interpreta o terrorista gay Sadec. O jovem se apaixona pelo filho do imperador árabe Riza Niro (Imanol Arias), e os dois mantém um relacionamento. A cantora ninfomaníaca Sexília (Cecilia Roth) entra na história e revira o destino de todos. | Título original: Laberinto de Pasiones | Duração: 100 minutos | Lançamento: 29 de setembro de 1982 (Espanha)
  2. Matador (1986)
    Após deixar as touradas, o toureiro recém-aposentado Diego Montes (Nacho Martínez) obtém prazer matando mulheres. Ele se envolve com a advogada Assumpta Serna (María Cardenal) que compartilha da mesma perversão. Quando os crimes são descobertos, o aprendiz de Montes – Ángel (Banderas) – decide assumir os crimes de seu ídolo. | Título original: Matador | Duração: 110 minutos | Lançamento: 7 março de 1986 (Espanha)
  3. Matador (Almodovar) – Official Trailer

    Wed, Dec 08 2010 04:10:57
  4. A Lei do Desejo (1987)
    O cineasta homossexual Pablo Quintero (Eusebio Poncela) se apaixona pelo jovem Antonio Benítez (Banderas). Porém, um misterioso assassinato altera a vida dos personagens. Segundo o Guia de Vídeo e DVD 2003 (Nova Cultural), o drama chegou aos cinemas brasileiros quase dez anos depois da estreia na Espanha. | Título original: La Ley del Deseo | Duração: 102 minutos | Lançamento: 12 de fevereiro de 1987 (Espanha)
  5. Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos (1988)
    A atriz Pepa Marcos (Carmen Maura) está grávida e é abandonada por Ivan (Fernando Guillén). A mulher vai até a casa de Carlos (Banderas), filho de Ivan, procurar o amante. | Título original: Mujeres al Borde de un Ataque de Nervios | Duração: 90 minutos | Lançamento: 25 de março de 1988 (Espanha)
  6. “Mujeres al borde de un ataque de nervios” Trailer 1988.

    Fri, Dec 02 2011 07:46:09
  7. Em 1989, a comédia dramática [acima um dos cartazes da produção] foi indicada ao Oscar, na categoria Melhor Filme Estrangeiro. O longa perdeu a estatueta dourada para o dinamarquês, Pelle, o Conquistador, de Bille August.

  8. Atame! (Almodovar) – Official Trailer

    Wed, Dec 08 2010 04:12:28
  9. Ata-me (1990)
    Ao deixar a clínica psiquiátrica, Ricky (Antonio Banderas) decide reencontrar a atriz pornô Marina Osorio (Victoria Abril) e lhe propor casamento. | Título original:¡Átame! | Duração: 111 minutos | Lançamento: outubro de 1990 (Brasil)
  10. La piel que habito – Trailer cines largo

    Tue, Jun 21 2011 09:50:04
  11. A Pele que Habito (2011)
    Depois de 21 anos afastados, Almodóvar e Banderas voltam a trabalhar juntos. No thriller, o ator dá vida ao brilhante cirurgião plástico Robert Ledgard. Após sua filha ser estuprada, o médico trama uma vingança assustadora contra o agressor. | Título original: La Piel que Habito | Duração: 117 minutos | Lançamento: 4 de novembro de 2011 (Brasil) | Site oficial: www.lapielquehabito.com
  12. O DVD do filme chegou às prateleiras brasileiras em janeiro de 2012 e custa, em média, R$ 30.


Seja bonzinho e curta a página do deborando ;) no Facebook!

El Deseo | Site oficial [em espanhol]
www.eldeseo.es

Pedro Almodóvar > Blog Oficial [em espanhol]

Gostou? Então, leia também
Antonio Banderas, um gato de botas
3MOTIVOSPARA… miar com Gato de Botas
Última sessão da peça OhAmlet acontece em 25/6 na Oswald de Andrade
Filme Woody Allen: A Documentary agrada críticos britânicos
Fotógrafo Antoine Verglas fantasia cotidiano de showgirl em livro
A Lua de Yakuza: Chocante livro de Shoko Tendo a R$ 5
Ziggy-Fy Yourself!: Encarne o alter ego de David Bowie
Galeria francesa organiza exposição em homenagem aos Rolling Stones
Andy Warhol, André Kertész, Claudio Edinger e Ozualdo
Candeias ganham exposições individuais no MIS em SP
Videoinstalação tem imagens inéditas do filme A Invenção de Hugo Cabret
7 Días en La Habana e Savages são as apostas de Benicio Del Toro para 2012
Filme O Corvo transforma escritor Edgar Allan Poe em personagem caricato
Diretor Marcos Prado erra na mão e transforma
filme Paraísos Artificiais em neopornochanchada

Debora de Lucas


//

W3Counter

Com os filmes Motoqueiro Fantasma 2 e O Pacto, Nicolas Cage reafirma más escolhas cinematográficas

Nicolas Cage, 48 anos, é indiscutivelmente um bom ator. Ganhou o Oscar pelo personagem Ben Sanderson, em Despedida em Las Vegas (1995). Versátil como Marlon Brando, Al Pacino e Robert De Niro, sempre se arrisca em papéis diferentes como bêbado, policial, bombeiro, anjo da guarda, mocinho e vilão.

Nicolas Cages faz dois filmes por ano/Wikimedia/Nicolas Genin

No show business desde 1981, é um dos poucos astros da época que ainda é requisitado pelos estúdios de Hollywood.

Com 64 longas-metragens no currículo, o sobrinho de Francis Ford Coppola faz em média dois filmes por ano.

Só em 2011, estrelou cinco produções: Caça Às Bruxas, Fúria Sobre Ro-
das
, Reféns, Motoqueiro Fantasma: Espírito de Vingança e O Pacto.

Os três primeiros entraram em cartaz no ano passado e foram mal avaliados pela crítica de todo o planeta.

Motoqueiro Fantas-
ma 2 e O Pacto

Os dois últimos estrearam no Brasil em, respectivamente, 17 de fevereiro e 9 de março de 2012, e também não fizeram jus ao talento do astro.

No longa de ação/drama/suspense O Pacto (Seeking Justice), o ator vive a história maluca de Will Gerard. Para vingar o estupro da mulher Laura (January Jones), o protagonista se envolve com um grupo de justiceiros e é obrigado a assinar um homem para se livrar da associação.

Durante 105 minutos, é lamentável assistir às risíveis cenas de ação e reviravoltas bobocas da produção dirigida por Roger Donaldson (A Experiência, A Fuga e O Inferno de Dante).

Na parte dois da franquia Motoqueiro Fantasma (Ghost Rider: Spirit of Vengeance), Cage se sai melhor. À vontade na pele de John Blaze, o ator emprestou pela segunda vez suas caras e bocas ao atormentado personagem da Marvel Comics.

Na tentativa de se manter na crista da onda, a continuação em 3D dos diretores e parceiros Mark Neveldine e Brian Taylor se perde ao abusar dos recursos de videoclipes, videogames e videoartes. Os efeitos especiais tornam a trama interessante, mas não são o bastante para segurar seus 95 minutos. O filme é questionável, porém Cage não passa vergonha como em O Pacto.

Tropeços na carreira
No entanto, essas não são as primeiras produções a macular a carreira do astro. Elas apenas reafirmam suas más escolhas cinematográficas.

À esquerda, Nicolas Cage como John Blaze no longa-metragem Motoqueiro Fantasma: Espírito de Vingança; à direita, o ator hollywoodiano vive Will Gerard no filme O Pacto/Fotos: Divulgação

Desde que faturou seu primeiro e único Oscar, Cage oscila entre filmes ótimos e irregulares. Quem não o aplaudiu pelo duplo papel Castor Troy/Sean Archer em A Outra Face (1997)? Pelo detetive particular Tom Welles em 8mm (1999)? Ou pelo paramédico insone Frank Pierce em Vivendo no Limite (1999)?

Quem não o reprovou pelo anjo Seth no remake Cidade dos Anjos (1998)? Ou pelo mágico Cris Johnson em O Vidente (2007)?

O ator diz que seus filmes são honestos e que o problema são os críticos. A polêmica somada às trapalhadas de sua vida privada – como a declaração de falência em 2009 e a briga com a mulher em 2011 – dão margem para a crítica classificá-lo como mercenário ou afirmar que ele sofre da maldição do Oscar.

Com isso, é impossível saber em que lugar o astro quer chegar. Quer ser reconhecido como um ator que trabalha muito? Ou por ser um cara que consegue faturar o máximo com o mínimo de esforço?

O que se pode afirmar agora é que com os filmes Stolen (2012), The Frozen Ground (2012), The Croods (2013) e Frank or Francis (2013), Cage vai engordar sua conta bancária. Afinal, seu cachê é de em média US$ 6 milhões (cerca de R$ 10 milhões) por produção.

Apesar das derrapadas, seu nome e seu carisma ainda arrastam plateias aos cinemas de todo o mundo. E, pelo andar da carruagem, o público e Hollywood não se cansaram dele.


Gostou? Então, leia também

Grátis em SP: Rapper Dexter recebe Mano Brown e GOG em show no CCJ
3MOTIVOSPARA… ler o cartunista argentino Angel Mosquito
Livro de fotos Parejas Perfectas apresenta casais da ficção hollywoodiana
Exposição Raízes: Mulheres d’África é destaque da Secretaria
de Estado da Cultura no Dia Internacional da Mulher em SP

Artes: LABMIS concede bolsa de estudos na Impakt Foundation
A Felicidade: Livro de Domenico De Masi e Oliviero Toscani chega ao Brasil
Fotógrafa Cindy Sherman ganha retrospectiva no MoMA
Katy Perry encarna Amy Winehouse na revista Interview
Projeto musical SP Representa volta em 2012 com 20 shows
Grátis: Espetáculo teatral Hell chega à periferia
Encenação gratuita de O Idiota rola até 19 de março
3MOTIVOSPARA… continuar lendo o deborando em 2012

Debora de Lucas


//

W3Counter

Sherlock Holmes, Os Descendentes e Cada um Tem a Gêmea que Merece são 3MOTIVOSPARA passar o Carnaval nos cinemas

1 – A crítica torceu o nariz, no entanto, Sherlock Holmes: O Jogo de Sombras (Sherlock Holmes: A Game of Shadows) é uma boa opção para curtir nos cinemas.

Sherlock Holmes: O Jogo das Sombras/Reprodução

Como o primeiro filme – Sherlock Holmes (2009) – da franquia dirigida por Guy Ritchie, a continuação apresenta a faceta modernizada, ágil, briguenta e ousada do investigador britânico criado pelo médico e escritor escocês Sir Arthur Conan Doyle, no final do século 19.

Na verdade, o novo Mister Holmes (Robert Downey Jr.) se encaixa perfeitamente à fragmentação e às contradições dos tempos atuais.

Desta vez, o excêntrico detetive e seu inseparável companheiro, Dr. John Watson (Jude Law), investigam o suposto suicídio do príncipe da Áustria. Após alguns dias, eles descobrem que o Professor James Moriarty (Jared Harris) – um homem tão inteligente quanto Holmes – está envolvido na morte do nobre.

São 129 minutos de pura ação, mistério e crime. Quem quiser ver a trama nas telonas, deve se apressar. A produção, que estreou em 13 de janeiro no Brasil, está saindo de cartaz. >>>VEJA O TRAILER

Sherlock Holmes: O Jogo de Sombras | Site oficial [em português]
www.br.warnerbros.com

Sherlock Holmes: O Jogo de Sombras | Site oficial [em inglês]
sherlockholmes2.warnerbros.com

***

2 – O longa-metragem Os Descendentes (The Descendants), 115 minutos, encantou a crítica especializada e já faturou dois prêmios Globo de Ouro, na categoria drama: Melhor Filme e Melhor Ator para George Clooney (Amor sem Escalas e Mar em Fúria).

Pôster do drama Os Descendentes/Reprodução

Baseado no romance homônimo de estreia da escritora havaiana Kaui Hart Hemmings, o filme de Alexander Payne (As Confissões de Schmidt e Paris, Eu Te Amo) conta a história do milionário Matt King (Clooney).

Um acidente deixa a esposa do quarentão em estado vegetativo e, a partir disso, King é obrigado a se reaproximar de suas duas filhas, reavaliar o seu passado e replanejar o seu futuro.

Ao se centrar na angústia do protagonista, a produção hollywoodiana foge dos padrões e se torna um longa único e tocante. De lambuja, ela nos dá a oportunidade de acompanhar mais uma etapa do processo de transformação de Clooney em um grande ator.

Os Descendentes chegou aos cinemas brasileiros em 27 de janeiro e é um dos grandes favoritos da 84ª edição do Oscar, que rola em 26 de fevereiro nos Estados Unidos. O filme está concorrendo a cinco estatuetas: Melhor Direção, Melhor Edição, Melhor Filme, Melhor Ator e Melhor Roteiro Adaptado. >>>VEJA O TRAILER

Os Descendentes | Site oficial [em português]
www.osdescendentes.com.br

Os Descendentes | Site oficial [em inglês]
www.foxsearchlight.com/thedescendants


***

3 – A comédia Cada um Tem a Gêmea que Merece (Jack and Jill) é tão ruim que se torna engraçada. Na produção de 91 minutos, o comediante Adam Sandler (Esposa de Mentirinha e O Paizão) vive os gêmeos Jack e Jill Sadelstein. Ele é um publicitário bem sucedido. Ela, uma quarentona solteira que, no feriado norte-americano de Ação de Graças, visita o irmão e a família dele.

 Cartaz de Cada um Tem a Gêmea que Merece/Reprodução

O problema é que Jill é extremamente apegada a Jack, e sempre o coloca em situações constrangedoras.

O longa – um fracasso de bilheteria nos Estados Unidos – está se dando bem no Brasil. No fim de semana de estreia (de 10 a 12 de fevereiro), faturou mais de R$ 4 milhões no país, informa o site FilmeB.com.br.

A produção conta com a participação da atriz Katie Holmes (Batman Begins e Não Tenha Medo do Escuro) como Erin, a inexpressiva esposa de Jack.

A outrora promessa de Hollywood, a mulher de Tom Cruise e a mãe de Suri não consegue emplacar um papel bom desde o término do seriado de TV Dawson’s Creek, em 2003. Ou seja, Cada um Tem a Gêmea que Merece é mais uma mácula no currículo da pobre moça.

Nem Al Pacino (O Poderoso Chefão e Advogado do Diabo) se salva. O monstro do cinema americano interpreta ele mesmo no longa e passa vergonha na pele de um homem apaixonado por Jill.

Apesar de ser uma bomba cheia de piadas escatológicas, o filme arranca risadas sinceras do público brasileiro. Para quem gosta do gênero, é um divertimento imperdível. >>>VEJA O TRAILER

Cada um Tem a Gêmea que Merece | Site oficial [em português]
www.cadaumtemagemeaquemerece.com.br

Cada um Tem a Gêmea que Merece | Site oficial [em inglês]
www.jackandjill-movie.com

***

Bom Carnaval e obrigada pelo acesso! Volto a atualizar o deborando.wordpress.com na quinta-feira (23).

***

Gostou? Então, leia também
Filme A Filha do Mal não surpreende, porém
fatura mais de US$ 53 milhões nos EUA

Millenium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres é a
redenção de Daniel Craig e a consagração de Rooney Mara

Elefante Blanco: Novo longa de Pablo Trapero está em fase de pós-produção
Guerra e Paz: Exposição de Candido Portinari abre durante Carnaval

Criolo faz show gratuito no CCJ
Encenação gratuita de O Idiota rola até 19 de março
Um raparigo chamado Gonçalo Teixeira
CarnaSka: Apesar do excelente line-up, organização maltrata público
Com Hentai, mundo erótico de Felipe Yung “Flip” ocupa MuBE
Ria com Laerte, Angeli, Adão e Sieber no Dia Nacional dos Quadrinhos
Terry Richardson: O olhar do badalado fotógrafo de moda na web
Projeto musical SP Representa volta em 2012 com 20 shows
3MOTIVOSPARA… continuar lendo o deborando em 2012

Debora de Lucas


//

W3Counter

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: