Second Life: Rede social em 3D está realmente de volta?

Lançado em 2003, o Second Life (SL) despertou muito interesse da mídia e dos internautas, mas nunca pegou como Orkut, Facebook, Twitter, LinkedIn e outras redes sociais.

O avatar Feline na rede social Second Life/Angels Milena

O avatar Feline faz carão na rede social Second Life/Angels Milena

Atualmente, especialistas apontam que o ambiente virtual em 3D se prepara para brigar por uma audiência maior.

Enquanto os rumores não se confirmam, aproveitei para reativar a minha conta gratuita no último fim de semana.

Avaliação
Em relação a 2007 – quando entrei pela primeira vez no mundo da Linden Lab –, classifico a experiência como mais intuitiva e prazerosa.

Talvez por que a conexão à internet no Brasil tenha evoluído pra burro ou por que as redes sociais mais populares e filmes como Matrix (1999) e Avatar (2009) tenham tornado o conceito de virtualidade mais digerível.

Seja bonzinho e curta a página do deborando ;) no Facebook!

Os pontos negativos são que é necessário possuir um computador novo e superatualizado, a rede ainda condiciona o usuário a baixar um aplicativo e as pessoas continuam sendo obrigadas a gastar dinheiro de verdade para interagir com mais liberdade.

Tirando isso, acho que os amante da web devem dar uma segunda chance ao universo virtual gringo e esperar pelos próximos passos do simulador de realidade, que completa uma década em 2013.

Gostou? Leia também
O passado e o presente de 6 top galãs dos anos 1980
Livro retrata beleza de casas em árvores para adultos
Sem Tony Scott, filme Fome de Viver completa 30 anos
Grupo a-ha ganha mostra fotográfica em Londres
Museu Casa da Xilogravura reúne mais de 3 mil obras em Campos do Jordão
A partir de 100 filmes, livro reconta história da ficção científica no cinema
Belo corpo do músico Adam Levine “causa”… mais uma vez
Com GIFs animados, artista digital Paolo Čerić dá vazão à criatividade
Editora Taschen ganha loja na cidade dos Simpsons
Stormtroopers como você (possivelmente) nunca viu
Arnold Schwarzenegger retorna à franquia O Exterminador do Futuro
6 incríveis must-haves para 2013

Debora de Lucas


//

W3Counter

Anúncios

Gosta de fotografia? Siga a @gettygallery!

A conta no Twitter da Getty Images Gallery [@gettygallery] é uma boa pedida para quem se amarra em fotografia.

Com um amplo acervo – composto por cliques de fotojornalismo, entretenimento, artes e esportes -, a galeria londrina presenteia diariamente seus seguidores no microblog com imagens belas, históricas e contundentes.

Coppola (costas) e De Niro em O Poderoso Chefão 2/Reprodução

Para celebrar o aniversário de 69 anos
do ator Robert De Niro nesta sexta-feira (17), uma foto do astro duran
-te as filmagens de O Poderoso Chefão 2 (The Godfather: Part II) foi tuitada [ao lado].

No registro de 1974,
o intérprete aparece recebendo orientações
do diretor Francis Ford Coppola.

Até a atriz Mae West (1893 – 1980) foi lembrada.

A estrela, que também nasceu hoje e emprestou as suas curvas à garrafa de 237 ml de Coca-Cola, teve uma foto de divulgação comparti-
lhada na rede social de 140 caracteres.

No entanto, as “tuitadas fotográficas” não se restringem ao mundo do cinema. Recentemente, as boxeadoras Nicola Adams e Barbara Buttrick e o presidente norte-americano Richard Nixon (1913 – 1994) também foram prestigiados.

Deixando o virtual de lado
A Getty Images Gallery está localizada no 46 Eastcastle Street, em Londres (W1W 8DX), Reino Unido.

Seja bonzinho e curta a página do deborando ;) no Facebook!

Autointitulado de a maior galeria independente de fotografia da capital britânica, o espaço de exposições tem entrada franca e funciona de segunda a sexta-feira, das 10h às 17h30, e aos sábados, das 12h às 17h30. Mais informações no www.gettyimagesgallery.com.

*Post originalmente publicado no deboradelucas.tumblr.com em 17 de agosto.

Gostou? Então, leia também
Integrada às redes sociais, Madonna chega aos 54 anos
Cartunista Adão Iturrusgarai lança autobiografia em SP
Inscrições para Residência Núcleo de Estudos do MIS vão até 30/9
La Strada: Film Foundation restaura clássico de Fellini
Mostra apresenta transformação de Norma Jeane em Marilyn Monroe
Azzurra Piccardi: Fotógrafa flerta com beleza, irreverência e fantasia
Criolo, Rodrigo Campos e Kiko Dinucci abrem 2ª
edição do Estéticas das Periferias com show no CCJ
Kristen Stewart e seu lado B
Grátis: Fernanda Montenegro leva peça ao interior de SP
File 2012 vai até 19/8 em São Paulo

Debora de Lucas


//

W3Counter

Integrada às redes sociais, Madonna chega aos 54 anos

Em boa forma e com dezenas de fotos de divulgação “photoshopadas”, a cantora Madonna completa 54 anos nesta quinta-feira (16). Dona de uma das carreiras mais bem-sucedidas do mundo pop, neste ano, a loira se rendeu definitivamente às redes sociais.

Madonna, a Rainha do Pop, aos 54 anos/Reprodução

Até 2011, a estrela esnobava o Twitter – ela nem tinha uma conta no microblog! – e subestimava a força do Facebook.

A mudança aconteceu com o lançamento do disco MDNA. O 12° álbum de estúdio chegou às prateleiras em 26 de março e reposicionou a Rainha do Pop no universo digital.

Para bombar o novo CD e não ficar atrás de concorrentes-garotonas como Lady Gaga, Rihanna, Britney Spears e Beyoncé, a norte-americana promoveu dois “tweet-chats” com seus fãs e turbinou o conteúdo de sua página no ciberespaço de Mark Zuckerberg. A partir disso, não parou mais.

Hoje, a eterna Material Girl está nas sete redes sociais mais importantes (veja lista completa abaixo), possui apps para iPhone e iPad e tem um site oficial bacanudo que, desde 2000, é constantemente atualizado com textos, fotos e vídeos.

Futuro próximo
De folga nesta quinta, Madonna volta aos palcos com a turnê MDNA no sábado (18), em Zurique, Suíça. A série de apresentações desembarcará no Brasil em dezembro e passará pelas cidades do Rio de Janeiro (2), São Paulo (4 e 5) e Porto Alegre (9). Há ingressos para todas as datas, mais informações no site da diva.

Ainda em 2012, o primeiro disco da estrela – Madonna – chega aos 30 anos em 30 de novembro. O álbum de dez faixas é conhecido pelos hits Everybody, Holiday, Borderline, Lucky Star e Burning Up.

Além disso, o polêmico livro de fotos Sex completa 20 anos em 21 de outubro. Na obra de 134 páginas, a loira encarna Mistress Dita. A personagem mergulha em aventuras sexuais cheias de sadomasoquismo, lesbianismo, homossexualidade, orgias e ménages à trois no título esgotado.

A Rainha do Pop não decidiu se irá reeditar a obra que, em 1992, engordou consideravelmente sua conta bancária.

Seja bonzinho e curta a página do deborando ;) no Facebook!

Até agora, este é o último capítulo da vida dessa leoa que, com quatro filhos e mais de 30 anos de carreira, conquistou o mundo e detém a 10ª posição, do Top 100 Celebridades, da revista Forbes.

***

CANAIS E CONTAS OFICIAIS DE MADONNA NAS REDES SOCIAIS
+ Facebook > www.facebook.com/madonna
+ Twitter > @MadonnaMDNAday
+ YouTube > www.youtube.com/madonna
+ G+ [Google Plus] > plus.google.com/101336441946387245415
+ Flickr > www.flickr.com/photos/madonnaphotos
+ MySpace > www.myspace.com/madonna
+ Foursquare > www.foursquare.com/madonna

*Post originalmente publicado no deboradelucas.tumblr.com em 16 de agosto.

Gostou? Então, leia também
Madonna: Livro de fotos Sex completa 20 anos
Documentário Na Cama com Madonna é lançado em Blu-ray nos EUA
MDNA: Madonna revela capa de novo CD
De MDNA a Madonna: Relembre as capas dos CDs da Rainha do Pop
Nova música de Madonna, “Give Me All Your Love”, vaza na web. Será?
Cartunista Adão Iturrusgarai lança autobiografia em SP
Inscrições para Residência Núcleo de Estudos do MIS vão até 30/9
La Strada: Film Foundation restaura clássico de Fellini
Mostra apresenta transformação de Norma Jeane em Marilyn Monroe
Azzurra Piccardi: Fotógrafa flerta com beleza, irreverência e fantasia
Criolo, Rodrigo Campos e Kiko Dinucci abrem 2ª
edição do Estéticas das Periferias com show no CCJ
Kristen Stewart e seu lado B
Grátis: Fernanda Montenegro leva peça ao interior de SP
File 2012 vai até 19/8 em São Paulo

Debora de Lucas


//

W3Counter

Mídias sociais empurram Jornalismo tradicional para patamar digital

Ao disponibilizar o conteúdo completo de sua edição imprensa na web em 1992, o jornal americano “Chicago Tribune” deu o pontapé inicial ao jornalismo na rede. E agora, quase 20 anos depois, as mídias sociais estão revolucionando a quarentona internet e a secular grande mídia.

Com um pouco mais de dez anos, essa garota deu (e dá) a qualquer internauta o poder criação, interação e compartilhamento de conteúdo.

Essa independência chamou a atenção dos maiores grupos de comunicação do mundo que tentam entender o novo momento da web e que já utilizam as ferramentas das redes sociais para atingir seu público alvo.

Mas, o legado das mídias sociais às tradicionais é prepará-las para uma nova fase, que prega a interatividade total, ou seja, o jornalismo digital.

Ao contrário do jornalismo on line, o digital rompe com a comunicação linear e unilateral do jornalismo tradicional, supervaloriza a interação com o leitor-internauta, utiliza ao máximo textos, sons, fotos, vídeos e gráficos em uma única matéria e propõe mudanças nas rotinas fundamentais da profissão segundo o jornalista espanhol Quim Gil.

A professora de Jornalismo da Universidad Complutense de Madrid Concha Edo Bolós concorda com a visão do estudioso e nos lembra que o jornalismo digital ultrapassa as telas dos computadores e chega aos televisores e aos telefones celulares.

Por tanto, apesar das atuais fragmentações e imprecisões, as mídias sociais são um degrau necessário à evolução do jornalismo na sociedade pós-moderna.

Gostou? Então, leia também
Três motivos para respeitar Pearl Jam
Festival Cine Favela convida internautas para abertura oficial
Maitena se cansa de desenhar e lança primeiro romance
“Contágio” expõe mazelas da humanidade em 1h46
“Missão Madrinha de Casamento” não é versão de “Se Beber, Não Case!”
Romance de João Ubaldo retrata luxúria sob a ótica feminina
Três motivos para ver (ou rever) “Sid e Nancy”
20 anos: “Achtung Baby” reinventou e amadureceu U2

Lady Gaga: Não se espante se ela lançar um linha de iogurtes
Dá para comprar CDs baratos e originais na Paulista? Sim, saiba como
CD e DVD de Iggy & The Stooges a preço de banana…

Debora de Lucas


//

W3Counter

 

traição.com: infidelidade ganha aliados na internet

“Aconteceu o seguinte: Vânia finalmente cedeu e concordou em se encontrar com Rogério em um apartamento em Copacabana. Mas insistiu na segurança absoluta. Ninguém poderia vê-la chegar ou sair do prédio. Se o seu marido descobrisse, se o seu marido sequer desconfiasse… Rogério jurou que ninguém a veria.”

O primeiro parágrafo da crônica “Zona Norte, Zona Sul”, de Luis Fernando Verissimo, ilustra qual era o conceito de infidelidade antes do advento de salas de bate-papo, mensagens instantâneas, e-mails e sites de relacionamento. Para trair, o encontro físico era fundamental. Sem ele, as suspeitas eram tão inconsistentes quanto castelos de areia. Mas, nos dias de hoje, as coisas estão bem diferentes.

Hollywood adora tramas cheias de traições e triângulos amorosos. No filme “Infidelidade” (2002), a dona de casa Connie Sumner (Diane Lane) tem um caso com o artista plástico Paul Martel (Olivier Martinez)/Divulgação

“Amor, I love you”
Mensagens eletrônicas românticas, conversas eróticas pelo MSN, navegação em sites pornográficos ou recados de duplo sentido podem, se interceptados pelo parceiro, causar brigas e até rompimentos definitivos de casais. De acordo com grandes escritórios de advocacia da cidade de São Paulo, cópias de e-mails e mensagens do Orkut, Facebook e Messenger são apresentadas em 90% dos pedidos de separação.

Os mais liberais ou os “cucas-fresca” podem considerar a atitude extremada, mas a Psicologia explica que o envolvimento amoroso sem sexo – a infidelidade emocional ou branca – tem o mesmo poder devastador do que um dos cônjuges flagrar o parceiro na cama com um amante. Uma pesquisa apresentada na conferência anual da Sociedade Britânica de Psicologia, em 2006, confirma a análise. Segundo o estudo, para 84% dos entrevistados, relacionamentos amorosos virtuais são uma forma de traição.

Além da Psicologia e da opinião pública, a Justiça brasileira também enquadra o flerte on line como infidelidade. O Código Civil prevê a fidelidade como um dos deveres do casamento ou de uniões estáveis e, atualmente, a jurisprudência já entende que a traição pode ocorrer tanto por meio de contato sexual de um dos cônjuges com uma terceira pessoa ou por comportamentos inadequados mesmo que não cheguem ao contato físico ou à relação sexual.

Nos EUA, as salas de bate-papo se tornaram uma das causas mais frequentes de separação. Um estudo desenvolvido entre 2001 e 2002, pela Universidade da Flórida, já apontava que a internet se tornaria a forma mais comum de infidelidade. Para Al Cooper – autor de “Sex and the Internet: A Guide Book for Clinicians” (Sexo e a Internet: Um Guia para os Clínicos, em tradução livre) -, os casais precisam ser alertados de que inocentes “xavecos” virtuais geralmente terminam em divórcios.

traição.com?
Para quem ainda não se convenceu de que a infidelidade ganhou aliados na internet, vou lembrar da história da romena Geta M. Em 2005, a mulher de então 45 anos pediu divórcio do marido após encontrá-lo acessando pornografia na rede. Apesar dos 23 anos de casamento, Geta alegou que a atitude do companheiro se configurou em adultério virtual. A romena disse à Corte de seu país que não poderia continuar casada pois se sentia traída pelo marido.

Não é o bastante? Então, por 20 minutos, fantasie que o seu grande amor está envolvido com um novo (a) “amigo” (a) da web. Imagine-o (a) passando três horas a fio no Twitter com um estranho (a), escrevendo DMs (direct messengers) amorosas, se perdendo em dezenas de páginas de sexo virtual, usando o perfil do Facebook para fazer declarações don juanescas (a la Carmen, de Bizet) ou receber recados suspeitos… O que você sentiu? Isso agora é infidelidade para você? Se não for, vamos combinar que a Vânia e o Rogério, de Verissimo, foram à Copacabana brincar de casinha.

Gostou? Então, leia também
Adeus Steve Jobs, adeus Mestre do Reino Encantado da Maçã Mordida
“Amizade Colorida” é uma comédia romântica cheia de personalidade
A “morte” e a ressurreição do grupo Atitude
Romance de João Ubaldo retrata luxúria sob a ótica feminina

Três motivos para não esquecer Marlon Brando
“Missão Madrinha de Casamento” não é versão de “Se Beber, Não Case!

Debora de Lucas


//

W3Counter

 

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: