Com direção de Marcelo Rubens Paiva, peça multimídia Deus É um DJ estreia em SP

Após duas temporadas no Rio de Janeiro, o espetáculo multimídia Deus É um DJ estreia em São Paulo. O Museu da Imagem e do Som (MIS) abriga a peça dirigida pelo escritor Marcelo Rubens Paiva (Feliz Ano Velho e Malu de Bicicleta) de 1º de junho a 7 de julho.

Os atores Marcos Damigo e Guta Ruiz no espetáculo teatral multimídia Deus É um DJ/Divulgação

Os atores Marcos Damigo e Guta Ruiz no espetáculo teatral multimídia Deus É um DJ/Divulgação

Os ingressos para assistir à obra do autor alemão Falk Richter custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia) e já estão à venda na bilheteria do espaço público e no www.ingressorapido.com.br.

A história de um casal de jovens artistas (Marcos Damigo e Guta Ruiz), que é contratado por uma galeria de arte para viver cercado por câmeras, é narrada na montagem de 80 minutos.

Seja bonzinho e curta a página do deborando ;) no Facebook!

Na estrada desde 2011 no Brasil, a representação já passou pela Mostra Oficial do Festival de Teatro de Curitiba (PR) e pelo Festival Internacional de Teatro de São José do Rio Preto (SP). Redigida entre os anos 1997 e 1998, a peça já ganhou mais de 40 montagens pelo mundo.

DEUS É UM DJ
Data: de 1º de junho a 7 de julho | Horário: às sextas-feiras e aos sábados, às 21h30, e aos domingos, às 20h | Quanto? R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). A venda acontece na bilheteria do espaço público e no www.ingressorapido.com.br
Direção: Marcelo Rubens Paiva | Texto: Falk Richter | Com Marcos Damigo e Guta Ruiz | Lotação: 60 Lugares | Classificação: 16 anos
Museu da Imagem e do Som (MIS)
Avenida Europa, 158, Jardim Europa | São Paulo | SP
Telefone: (11) 2117-4777
Acesso para cadeirantes | Ar condicionado
Estacionamento conveniado: R$ 8
www.mis-sp.org.br | Site Oficial

Gostou? Leia também
Lou Reed & Mick Rock: Pré-venda do livro
de fotografias Transformer se inicia na web

A História de “O”: Graphic novel de Guido
Crepax volta às livrarias brazucas

Bichanos se tornam protagonistas de
pinturas clássicas no livro Cat Art Collection

Livro Linda McCartney: Life in Photographs ganha versão para iPad
Peça teatral A Casa Amarela chega ao CCJ: Ator Gero
Camilo se transforma em Van Gogh no espetáculo
Mostra gratuita do cartunista Glauco reconta história recente do Brasil
Exposição do fotógrafo Eric Swayne traz Rolling Stones nos anos 1960
Iggy & The Stooges lança novo disco; Ouça agora Ready to Die!
Bowie anuncia pré-venda da edição de 40 anos de Aladdin Sane
Grátis: Nova edição da revista Factice já está na web

Debora de Lucas


//

W3Counter

O Despertar da Primavera: Espetáculo reestreia em SP com 2 sessões gratuitas

Com duas sessões gratuitas, o espetáculo O Despertar da Primavera reestreará em São Paulo. As apresentações farão parte da segunda temporada da peça e acontecerão em 16 e 17 de fevereiro, respectivamente, às 19h e às 17h, no Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso (CCJ).

Cartaz da montagem protagonizada pelos atores Gustavo Dittrichi e Vick Bouzas/Divulgação

Cartaz da montagem/Divulgação

A distribuição de ingressos se iniciará uma hora antes de cada encenação.

A montagem da Companhia de Teatro Independente Lusco-Fusco é uma adaptação do musical norte-americano Spring Awakening que, por sua vez, é baseado na peça homônima do dramaturgo e romancista
de Hanover Frank Wedekind (1864 – 1918).

A trama se passa na Alemanha do final do século 19 e narra o despertar sexual do jovem questionador Melchior Gabor (Gustavo Dittrichi).

O protagonista se envolve com a ingênua Wendla Bergman (Vick Bouzas), e o encontro entre o brilhante rebelde e a menina de classe média criada por uma mãe controladora se transforma em uma história de amor, sexo e morte.

Seja bonzinho e curta a página do deborando ;) no Facebook!

Censura
Escrita em 1891, a peça foi considerada polêmica e censurada em diversas ocasiões. A obra é uma das mais conhecidas de Wedekind, que foi um dos precursores do Movimento Expressionista no teatro alemão.

O Despertar da Primavera | Hotsite Oficial
teatroluscofusco.wix.com/despertardaprimavera

O DESPERTAR DA PRIMAVERA
Com Gustavo Dittrichi, Vick Bouzas, Alexandre Fernandes e outros.
Direção: Amanda de Nardi e Gustavo Dittrichi
Datas: 16 (sábado) e 17 (domingo) de fevereiro | Horários: às 19h (sáb.) e às 17h (dom.) | Quanto? Grátis. A distribuição de ingressos se inicia uma hora antes de cada sessão. A apresentação do RG é necessária. | Classificação Indicativa: Maiores de 16 anos | 150 lugares
Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso
Avenida Deputado Emílio Carlos, 3.641
Vila Nova Cachoeirinha | São Paulo | SP
Telefone: (11) 3984-2466 | Como Chegar?

Gostou? Leia também
Editora Taschen ganha loja na cidade dos Simpsons
Curso de filosofia agita Carnaval dos não foliões em SP
Revista digital gringa comemora
90 anos do estúdio Warner Bros.

Otto faz show gratuito no CCJ
Museu da Língua Portuguesa tem
horário de funcionamento ampliado

Stormtroopers como você (possivelmente) nunca viu
Peça gratuita sobre autor de O Pequeno
Príncipe permanece em cartaz até 10/2
Arnold Schwarzenegger retorna à
franquia O Exterminador do Futuro

Mostra Um Paço aoseualcance devolve
museu ao roteiro cultural paulistano

Debbie Harry é homenageada em mostra fotográfica gringa
David Bowie: Com novo single, Camaleão do Rock está de volta
6 incríveis must-haves para 2013

Debora de Lucas


//

W3Counter

Peça gratuita sobre escritor Antoine de Saint-Exupéry estreia nesta quarta (30)

O espetáculo gratuito Um Príncipe Chamado Exupéry estreia nesta quarta-feira (30), às 19h, na Caixa Cultural São Paulo, no centro da capital paulista.

O escritor Antoine de Saint-Exupéry (1900 – 1944)/Reprodução

O escritor Antoine de Saint-Exupéry (1900 – 1944)/Reprodução

Baseada na vida do escritor francês
Antoine de Saint-Exupéry (1900 – 1944), a encenação de 50 minutos se concentra no período em que o autor dos livros Correio do Sul (1929), Voo Norturno (1931) e O Pequeno Príncipe (1943) trabalhou como piloto na companhia de correio aéreo Aéropostale.

Na época, a empresa francesa realizava
rotas que ligavam a Europa, a África
e a América do Sul.

Montada a partir de
um estudo sobre a
vida e a obra do escritor e entrevistas com familiares do francês, a peça
da Cia Mútua é um teatro de animação.

Os bonecos e a cenografia do espetáculo foram inspirados no livro Dessin: Aquarelles, Pastels, Plumes et Crayons. O título gringo é recheado de desenhos do próprio Saint-Exupéry desde seus 10 anos até o seu desaparecimento durante a Segunda Guerra Mundial, em 1944.

Seja bonzinho e curta a página do deborando ;) no Facebook!

Atividades complementares
A oficina Sensibilização para as Formas Animadas, com Guilherme Peixoto (2/2, das 9h às 13h), e a palestra Saint-Exupéry e os Cavaleiros do Céu (5/2, às 19h), com Mônica Cristina Corrêa, complementam a programação da montagem que permance em cartaz até 10 de fevereiro. As atividades também são gratuitas e acontecem na Caixa Cultural.

Cena do espetáculo Um Príncipe Chamado Exupéry/Roberta Bittencourt/Divulgação

Cena do espetáculo Um Príncipe Chamado Exupéry/Roberta Bittencourt/Divulgação

UM PRÍNCIPE CHAMADO EXUPÉRY
Data: de 30 de janeiro a 10 de fevereiro, de quarta-feira a domingo
Horário: às 19h | Quanto? Grátis. A distribuição de ingressos se inicia uma hora antes de cada apresentação. | 50 minutos | 60 lugares
Classificação Etária: Livre
Caixa Cultural São Paulo
Praça da Sé, 111 | Centro | São Paulo | SP
Telefone: (11) 3321-4400
Há acesso para pessoas com necessidades especiais.

Gostou? Leia também
Arnold Schwarzenegger retorna à franquia O Exterminador do Futuro
Mostra Um Paço aoseualcance devolve
museu ao roteiro cultural paulistano

Debbie Harry é homenageada em mostra fotográfica gringa
David Bowie: Com novo single, Camaleão do Rock está de volta
6 incríveis must-haves para 2013
Goodbye, aufiderzein…
Fotógrafo registra Lady Gaga nos bastidores de show dos Stones
Exposição apresenta vestidos da pintora Frida Kahlo
Steve McCurry: Os f***s também blogam
Guia do New York Times apresenta 125
roteiros de viagens curtas pela Europa

Livro reúne pôsteres da franquia James Bond
Rádio online Gladys Palmera tira internauta do tédio na web
Boekenwurm: Estante holandesa subverte convenções do Design
Fotógrafo David LaChapelle ganha mostra em Estocolmo
6 homens que levantam o meu humor

Debora de Lucas


//

W3Counter

Exposição revisita obra de Nelson Rodrigues em SP

Sem rodeios e até mesmo de forma fragmentada, a exposição gratuita Nelson Rodrigues 100 Anos revisita a obra do dramaturgo brasileiro no Centro Cultural Fiesp Ruth Cardoso, em São Paulo. A mostra, que pode ser apreciada até 16 de dezembro, é mais uma das homenagens ao centenário de nascimento do escritor, completado em 23 de agosto.

Escritor Nelson Rodrigues/Reprodução

Apesar dos
diminutos 140 m² e da desfavorável localização no subsolo, a exibição não se intimida e, a partir de fotos, frases polêmicas, citações e ilustrações, transborda o universo rodriguiano que revolucionou o Teatro Nacional no século 20.

A exposição se inicia relembrando o impacto que a primeira montagem da peça Vestido de Noiva causou na sociedade brasileira em 1943.

Outras composições teatrais importantes como Beijo no Asfalto e Otto Lara Resende ou Bonitinha, Mas Ordinária também são lembradas.

Assim como as facetas Suzana Flag – pseudônimo do dramaturgo –, ator na peça Perdoa Por Me Traíres e jornalista renomado.

Pérolas
Com curadoria de Ruy Castro, autor de Anjo Pornográfico – a biografia mais importante de Nelson Rodrigues (1912 – 1980) –, a exposição é abrilhantada por duas fotonovelas digitalizadas – O Justo e Veú de Noiva –, dois contos dramatizados em áudio – O Monstro e A Noiva da Morte – lançados pela extinta gravadora Odeon, no LP A Vida Como Ela É…, e dez ilustrações coloridas de Marcelo Monteiro, parceiro do dramaturgo no jornal O Globo.

Porém, a cereja do bolo é o trecho de 11’48” do documentário Fragmentos de Dois Escritores, de João Bethencourt (1924 – 2006).

No filme, Rodrigues, entre 50 e 60 anos, aparece se barbeando, escrevendo, assistindo Pelé no Maracanã, gravando uma mesa-redonda sobre futebol, entre outras cenas cotidianas.

Segundo a organização, a película é rara e foi descoberta pelo historiador Carlos Fico, no Arquivo Nacional dos Estados Unidos. O documentário traça um paralelo entre o nosso escritor e o dramaturgo norte-americano Edward Albee, ainda de acordo com a Fiesp.

Seja bonzinho e curta a página do deborando ;) no Facebook!

Fã ou não de Nelson Rodrigues, a visitação à mostra é necessária porque, além da fugaz viagem teatral, ela nos apresenta as contradições e os costumes de um Brasil que censurou, proibiu e perseguiu um dos autores que registrou com mais fidelidade o que é ser brasileiro.

***

Montagens gratuitas – As peças A Falecida e Boca de Ouro estão em cartaz no Teatro do Sesi – SP [Av. Paulista, 1.313] para complementar as celebrações do centenário de nascimento de Nelson Rodrigues (1912 – 1980). Às quintas e às sextas-feiras, a entrada é gratuita. Aos sábados e aos domingos, os ingressos custam R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia). Mais informações em www.sesisp.org.br/Cultura.

***

EXPOSIÇÃO NELSON RODRIGUES 100 ANOS
Data: até 16 de dezembro | Horário: de domingo a domingo, das 11h às 21h
Quanto? Grátis | Agendamentos escolares e de grupos: de segunda a sexta-feira, das 10h às 13h e das 14h às 17h, pelo telefone (11) 3146-7396
Centro Cultural Fiesp Ruth Cardoso [www.sesisp.org.br/cultura]
Avenida Paulista, 1.313 | Cerqueira César | São Paulo | SP
Tels.: (11) 3528-2000 [Grande São Paulo] e 0800 55 1000 [outras localidades]

Gostou? Então, leia também
Oficina gratuita ensina técnicas para
montagem de produtos sustentáveis

Cheio de marra, James Bond completa 50 anos de cinema
Cartunista Robert Crumb ganha nova compilação da Taschen
Box set reúne apresentações de Amy Winehouse na BBC
Espetáculo Ulisses Molly Bloom – Dançando para
Adiar permanece na Casa das Rosas até 27/10

John Lennon é o Maior Ícone Musical
dos últimos 60 anos, aponta revista NME

David Bowie é homenageado em simpósio de universidade gringa
Audição e pré-venda de novo disco de
Bob Dylan já estão disponíveis no iTunes
Filmagens de novo longa de Pedro Almodóvar se encerram

Debora de Lucas


//

W3Counter

Espetáculo Ulisses Molly Bloom – Dançando para Adiar permanece na Casa das Rosas até 27/10

Com elementos de teatro e dança, o espetáculo gratuito Ulisses Molly Bloom – Dançando para Adiar fica em cartaz até 27 de outubro na Casas da Rosas, em São Paulo. As sessões acontecem às sextas-feiras, às 20h, e aos sábados, às 16h, exceto em 12 de outubro.

Cena de Ulisses Molly Bloom/Divulgação

Inspirada no clássico universal Ulisses, do escritor irlandês James Joyce (1882 – 1941), a adaptação inédita da Cia. Estrela D´Alva recria a perambulação do protagonista Leopold Bloom por Dublin, capital da Irlanda.

O anti-herói vive e dança na cidade, ensaia o retorno e adia a volta sem nunca se esquecer da imagem assustadora e sedutora de sua esposa Molly – que o espera sozinha em casa.

Seja bonzinho e curta a página do deborando ;) no Facebook!

A montagem de 100 minutos, que também conta com uma faceta de intervenção urbana, convida o público a seguir Bloom pela Avenida Paulista, segundo resenha publicada na VejaSP.com.br.

***

ULISSES MOLLY BLOOM – DANÇANDO PARA ADIAR NA CASA DAS ROSAS
Com Cia. Estrela D´Alva de Teatro | Encenação: Marcelo Gianini
Direção: Carina Prestupa | Dramaturgia: Lucienne Guedes
Elenco: Lígia Helena e Paulo Vitor Gircys
Data: até 27 de outubro (sábado). Não haverá sessão em 12 de outubro (sexta-feira). | Horário: às sextas-feiras, às 20h, e aos sábados, às 16h | Quanto? Grátis. A distribuição de entradas se inicia uma hora antes do espetáculo.|  Duração: 100 minutos
Lotação: 30 pessoas | Classificação: 14 anos
Local: Casa das Rosas
Avenida Paulista, 37
Bela Vista | São Paulo | São Paulo
Telefones: (11) 3285-6986 e (11) 3288-9447 | E-mail: contato@casadasrosas.org.br
www.casadasrosas-sp.org.br | Site Oficial

Gostou? Então, leia também
Ônibus Hacker e LibreBus promovem Cultura Livre em SP
John Lennon é o Maior Ícone Musical dos
últimos 60 anos, aponta revista NME

Exposição gratuita Jardim Robótico volta a São Paulo
David Bowie é homenageado em simpósio de universidade gringa
Audição e pré-venda de novo disco de
Bob Dylan já estão disponíveis no iTunes
Pré-venda da megabox de CDs de Johnny Cash se inicia nesta sexta
Integrada às redes sociais, Madonna chega aos 54 anos
A “peladice” de Lady Gaga versus a nudez de Madonna
Grátis: Markus Popp ministra workshop de música eletrônica no MIS
Documentário Tropicália estreia nesta sexta (14/9)
Filmagens de novo longa de Pedro Almodóvar se encerram
Roteirista Paul Schrader dá palestra gratuita em SP
Inscrições para Residência Núcleo de Estudos do MIS vão até 30/9

Debora de Lucas


//

W3Counter

Censura no Teatro Espanhol é tema de minicurso gratuito no Instituto Cervantes de São Paulo

O minicurso gratuito La censura teatral en España (1931 – 1982) acontece na próxima segunda-feira (10), das 19h30 às 21h, no Instituto Cervantes de São Paulo, na Avenida Paulista.

Durante o século 20, o Teatro Espanhol enfrentou censura/Reprodução

A atividade apresenta os 51 anos de censura que o Teatro Espanhol enfrentou durante o século 20 – Segunda República (1931 – 1936), Guerra Civil (1936 – 1939), Ditadura de Francisco Franco (1939 – 1975) e Transição (1975 – 1982) – e é ministrada na Língua Espanhola pelo professor da Universidade Autônoma de Barcelona Diego Santos Sánchez.

Fatos históricos, descrições de processos e protocolos censores são alguns dos pontos abordados em aula, informa a instituição.

Seja bonzinho e curta a página do deborando ;) no Facebook!

Certificado
Por uma taxa de R$ 20, é possível receber um certificado de participação. A inscrição e o pagamento devem ser efetuados até o meio-dia de segunda (10).

***

MINICURSO GRATUITO LA CENSURA TEATRAL EN ESPAÑA [EM ESPANHOL]
Data: 10 de setembro (segunda-feira) | Horário: das 19h30 às 21h
Quanto? Grátis | Certificado: Mais informações aqui
Local: Instituto Cervantes São Paulo
Avenida Paulista, 2439
Bela Vista | São Paulo | São Paulo
Tel.: (11) 3897-9600 | E-mail: informasao@cervantes.es
saopaulo.cervantes.es [em espanhol] | Site Oficial

*Post redigido em 5 de setembro e publicado no dia 7 do mesmo mês.

Gostou? Então, leia também
Audição e pré-venda de novo disco de
Bob Dylan já estão disponíveis no iTunes

Pré-venda da megabox de CDs de Johnny Cash se inicia nesta sexta
Integrada às redes sociais, Madonna chega aos 54 anos
A “peladice” de Lady Gaga versus a nudez de Madonna
Axl Rose celebra temporada de shows em Las Vegas
Mostra exibe oito clássicos de Fellini em SP
Grafiteiro Binho Ribeiro coordena residência gratuita no MIS
Revista da Taschen ganha versão para iPad
Novo livro de Mario Testino chega às prateleiras em 30/9
Gosta de fotografia? Siga a @gettygallery!
Inscrições para Residência Núcleo de Estudos do MIS vão até 30/9

Debora de Lucas


//

W3Counter

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: