Filme de terror Filha do Mal ganha clipe promocional

Para bombar as locações do filme de terror Filha do Mal (The Devil Inside), a Paramount Brasil publicou um clipe promocional de dois minutos e 25 segundos do longa em seu canal oficial no YouTube nesta terça-feira (3/7).


A película, que narra a aterrorizante história de possessão e exorcismo de Maria Rossi (Suzan Crowley) e a busca pela verdade de sua filha, Isabella (Fernanda Andrade), chegou aos cinemas brasileiros em 3 de fevereiro.

Com cenas horripilantes, a produção de US$ 1 milhão (aproximadamente R$ 1,7 milhão) faturou mais de US$ 53 milhões (cerca de R$ 91 milhões) apenas nos Estados Unidos.

>>>CRÍTICA:  Filha do Mal não surpreende, porém fatura alto nos Estados Unidos

A alta arrecadação levantou rumores de que o filme do cineasta novato William Brent Bell poderia ganhar uma continuação à la franquia Atividade Paranormal. No entanto, as especulações ainda não foram confirmadas.

Venda doméstica x Pirataria
Filha do Mal deve ser lançado nos formatos DVD e Blu-ray para venda doméstica ainda em julho, de acordo com o site da Paramount Brasil.

Capa da edição brasileira do DVD de Filha do Mal/Reprodução

Sem data e preço definidos, a produção oficial vai concorrer com cópias piratas que já circulam pelo Brasil. Na cidade de São Paulo, as versões “piratones” do longa-metragem são oferecidas por apenas R$ 3 pelos camelôs.

Seja bonzinho e curta a página
do deborando ;) no Facebook!

Filha do Mal | Site oficial [em inglês]
www.devilinsidemovie.com

Gostou? Então, leia também
Filha do Mal não surpreende, porém fatura
mais de 53 milhões de dólares nos EUA

Exposição Georges Méliès, O Mágico do Cinema chega ao Brasil
Festival Internacional de Cinema Feminino se inicia nesta terça (3) no Rio
Wim Wenders lança livro em homenagem a Pina Bausch
Com extras, O Artista é lançado em DVD e em Blu-ray no Brasil
Prometheus: Prelúdio da franquia Alien é espetacular
Pedro Almodóvar e Antonio Banderas voltam a
trabalhar juntos; Relembre os filmes da parceria

Filme Woody Allen: A Documentary agrada críticos britânicos
7 Días en La Habana e Savages são as apostas de Benicio Del Toro para 2012
Madonna: Livro de fotos Sex completa 20 anos
Fotógrafo Antoine Verglas fantasia cotidiano de showgirl em livro
A Lua de Yakuza: Chocante livro de Shoko Tendo a R$ 5
Ziggy-Fy Yourself!: Encarne o alter ego de David Bowie

Debora de Lucas


//

W3Counter

Anúncios

Clássico Freaks é exibido com trilha sonora ao vivo neste domingo (24) no MIS

O clássico do cinema de terror norte-americano Freaks (1932) é exibido neste domingo (24), no Museu da Imagem e do Som (MIS), em São Paulo. Com trilha sonora executada ao vivo pelo grupo Pedra Branca, a sessão se inicia às 16h.

Freaks (1932), de Tod Browning/Reprodução

As entradas custam R$ 4 (inteira) e R$ 2 (meia) e podem ser compradas na bilheteria do espaço público ou no IngressoRápido.com.br. A exibição  faz parte do projeto mensal Cinematographo.

Dirigido por Tod Browning (1880 –1962) e baseado no conto Spurs, de Tod Robbins (1888 –1949), o longa de 64 minutos narra o envolvimento da bela trapezista Cleópatra (Olga Baclanova) com o anão e líder do show de esquisitices Hans (Harry Earles).

Por sugestão de seu amante Hércules (Henry Victor), a jovem aceita o pedido de casamento do pequeno homem.

Durante a festa nupcial, a noiva humilha o showman e a sua trupe de deformados. Neste momento, Hans percebe que Cleópatra se casou interessada apenas em sua enorme herança. A partir daí, os rejeitados se unem e se vingam.

Seja bonzinho e curta a página do deborando ;) no Facebook!

Monstros
Também conhecida pelo título Monstros no Brasil, a produção da MGM foi eleita pela mini enciclopédia 101 Horror Movies You Must See Before You Die [101 Filmes de Terror que Você Precisa Assistir Antes de Morrer] como um dos longas mais importantes do gênero.

FREAKS NO MIS
Data: 24 de junho (domingo) | Horário: às 16h | Quanto? R$ 4 (inteira) e R$ 2 (meia). As entradas podem ser adquiridas na bilheteria do MIS ou no IngressoRápido.com.br. A compra da meia-entrada não é possível pelo site.
173 lugares
| Classificação: 14 anos | Acesso para cadeirantes | Ar condicionado | Estacionamento conveniado
Local: Museu da Imagem e do Som (MIS)
Avenida Europa, 158
Jardim Europa | São Paulo | São Paulo
Telefone: (11) 2117-4777
MIS | Site oficial
www.mis-sp.org.br

Gostou? Então, leia também
Prometheus: Prelúdio da franquia Alien é espetacular
Pedro Almodóvar e Antonio Banderas voltam a
trabalhar juntos; Relembre os filmes da parceria

7 Días en La Habana e Savages são as apostas de Benicio Del Toro para 2012
Filme Woody Allen: A Documentary agrada críticos britânicos

Ingressos para show de Morrissey e Iggy and the Stooges já estão à venda

Última sessão da peça OhAmlet acontece em 25/6 na Oswald de Andrade
Fotógrafo Antoine Verglas fantasia cotidiano de showgirl em livro
A Lua de Yakuza: Chocante livro de Shoko Tendo a R$ 5
Ziggy-Fy Yourself!: Encarne o alter ego de David Bowie
Galeria francesa organiza exposição em homenagem aos Rolling Stones
Andy Warhol, André Kertész, Claudio Edinger e Ozualdo
Candeias ganham exposições individuais no MIS


Debora de Lucas


//

W3Counter

Filme Filha do Mal não surpreende, porém fatura mais de 53 milhões de dólares nos Estados Unidos

Abusando da linguagem documental explorada pelas franquias A Bruxa de Blair e Atividade Paranormal, o longa-metragem Filha do Mal (The Devil Inside) narra a história de Isabella Rossi (Fernanda Andrade). A jovem tenta descobrir a verdade sobre os assassinatos cometidos pela mãe, Maria (Suzan Crowley), durante um ritual de exorcismo.

Os atores Simon Quarterman e Fernanda Andrade contracenam em Filha do Mal como, respectivamente, padre Ben Rawlings e Isabella Rossi/Insurge Pictures/Divulgação

Acompanhada pelo câmera e amigo Michael Schaefer (Ionut Grama), Isabella vai a Roma para reencontrar a mãe. Na capital italiana, a protagonista conhece os padres Ben Rawlings (Simon Quarterman) e David Keane (Evan Helmuth) que – sem a permissão da Igreja Católica – realizam rituais de exorcismo e que se comprometem a ajudar a jovem a revelar o mistério que ronda a vida de Maria.

O filme de terror chegou aos cinemas brasileiros em 3 de fevereiro. E, no último fim de semana, foi o terceiro longa mais visto no país, arrecadando cerca de R$ 1,2 milhão, segundo o site FilmeB.com.br.

Produto universitário?
Apesar do bom elenco e da boa direção de William Brent Bell (Stay Alive – Jogo Mortal e Sparkle and Charm), a produção norte-americana de 81 minutos não surpreende os amantes do gênero. O roteiro, escrito pelo diretor e por Matthew Peterman, não é ruim, mas deixa claro a falta de experiência e profundidade de ambos como roteiristas.

Por conta disso, a produção ficou com ares de filme experimental de universitários.

O longa conta com cenas fortes e aterrorizantes. No entanto, elas não ameaçam a soberania de clássicos do terror como O Exorcista (1973), O Homem de Palha (1973), A Profecia (1976) ou Hellraiser (1987).

Ótimas cifras
Mesmo assim, nem tudo está perdido para Filha do Mal. Estreada nos Estados Unidos em 6 de janeiro e feita com US$ 1 milhão (aproximadamente R$ 1,7 milhão), a produção já faturou mais de US$ 53 milhões (em torno de R$ 91 milhões) só no território americano. Isto é, 53 vezes mais do que o investimento inicial.

Com essas cifras, pouco importa a opinião da crítica para Hollywood. Como todas as franquias do gênero, há uma brecha para uma continuação do filme. Agora só falta saber quando a parte 2 chegará aos cinemas.

***

Filha do Mal | Site oficial [em inglês]
www.devilinsidemovie.com

Gostou? Então, leia também
Guerra e Paz: Exposição de Candido Portinari abre durante Carnaval
Criolo faz show gratuito em São Paulo
Elefante Blanco: Novo longa de Pablo Trapero está em fase de pós-produção
Encenação gratuita de O Idiota rola até 19 de março
Um raparigo chamado Gonçalo Teixeira
Millenium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres é
a redenção de Daniel Craig e a consagração de Rooney Mara

CarnaSka: Apesar do excelente line-up, organização maltrata público
Com Hentai, mundo erótico de Felipe Yung “Flip” ocupa MuBE
Ria com Laerte, Angeli, Adão e Sieber no Dia Nacional dos Quadrinhos
Terry Richardson: O olhar do badalado fotógrafo de moda na web
Projeto musical SP Representa volta em 2012 com 20 shows
3MOTIVOSPARA… continuar lendo o deborando em 2012

Debora de Lucas


//

W3Counter

“11-11-11”: Com traços de “O Bebê de Rosemary” e “A Profecia”, filme faz público gritar no cinema

A história de um homem atormentado após o assassinato de familiares é recorrente no mundo da Sétima Arte. Mas com “11-11-11”, o diretor e roteirista Darren Lynn Bousman demonstra que o enredo ainda pode render um bom filme, principalmente se ele for de terror.

O escritor Joseph Crone (Timothy Gibbs) procura desvendar o mistério do número 11/Divulgação

Enquanto o escritor norte-americano Joseph Crone (Timothy Gibbs) tenta se recuperar das mortes trágicas da mulher e do filho motivadas por um de seus best-sellers, nota que o número 11 começa a fazer parte do seu cotidiano.

Antes que ele possa compreender o que ocorre, é avisado que seu pai, Richard Crone (Denis Rafter), está morrendo na Espanha. Apesar do mau relacionamento familiar, Joseph se junta ao patriarca e ao irmão Samuel (Michael Landes) em Barcelona e, a partir disso, fatos estranhos e paranormais se manifestam diariamente na casa dos Crone e na vida do escritor.

Com traços dos clássicos “ O Bebê de Rosemary”, de Roman Polanski, e “A Profecia”, de Richard Donner, Bousman (“Jogos Mortais 2”, 3 e 4) escreveu e dirigiu um filme original, horripilante e cheio de passagens religiosas e reviravoltas.

Unido a uma fotografia escura e sufocante, o diretor privilegiou a tensão, o mistério e as meias verdades que permeiam cada um dos 97 minutos da produção hispano-americana.

O elenco não é composto por estrelas de Hollywood, mas as atuações são convincentes e deixam o longa-metragem ainda mais sombrio. Como, por exemplo, as interpretações dos espanhóis Lluís Soler e Ángela Rosal que vivem, respectivamente, Javier, um homem que tenta assassinar Samuel, e Anna, a cuidadora de Richard e fanática religiosa. Ou da atriz inglesa Wendy Glenn como a solícita e bondosa Sadie.

Quem gosta de filmes de terror, precisa assistir ao “11-11-11” que estreou – oportunamente – no Brasil e nos Estados Unidos na última sexta-feira (11). Além disso, o espectador também deve se preparar para ouvir gritos durante toda a sessão.

“11-11-11” | Site oficial [em inglês]
www.1111themovie.com


Gostou? Então, leia também

“Atividade Paranormal 3” supera precursores da franquia
“Contágio” expõe mazelas da humanidade em 1h46
Pré-venda de ingressos para documentário dos Rolling Stones se inicia
Taylor Lautner, o lobinho que quer ser gente grande
Roteiro e atuações caricatas derrubam “Contra o Tempo”
“O Preço do Amanhã”: Filme de Justin Timberlake é irregular
“Amizade Colorida”: uma comédia romântica com personalidade
traição.com: infidelidade ganha aliados na internet
Três motivos para não esquecer Marlon Brando
“Missão Madrinha de Casamento” não é a versão de “Se Beber, Não Case!”

Três motivos para curtir de Metrô o fim de semana em SP
Dá comprar CDs baratos e originais na Paulista? Sim, saiba como aqui
CD e DVD de Iggy & The Stooges a preço de banana…

Debora de Lucas


//

W3Counter

Atividade Paranormal 3 supera precursores da franquia

Medinho, medo, medão, medaço… A gradação é perfeita para explicar o que o espectador sente ao assistir Atividade Paranormal 3 (Paranormal Activity 3). O filme chegou aos cinemas brasileiros na última sexta-feira (21).

“Atividade Paranormal 3” chegou aos cinemas brasileiros em 21 de outubro/Reproduçã

“Atividade Paranormal 3” chegou aos cinemas brasileiros em 21 de outubro/Reprodução

O longa dos diretores Henry Joost e Ariel Schulman dá continuidade à franquia de terror que se iniciou em 2007 e é composta por Atividade Paranormal (2007), Atividade Paranormal 2 (2010) e Atividade Paranormal Tóquio (2010).

A produção, outrora independente, liderou a bilheteria mundial no último fim de semana ao arrecadar aproximadamente US$ 80 milhões (cerca de R$ 140 milhões).

Durante 85 minutos, o filme esclarece que o envolvimento das protagonistas Katie e Kristi Rey (agora vividas pelas atrizes mirins, Chloe Csengery e Jessica Tyler Brown, respectivamente) com as forças sobrenaturais começou na infância, precisamente em 1988.

O longa segue a mesma fórmula de seus precursores ao misturar cenas do dia a dia de uma família comum norte-americana com imagens horripilantes. No entanto, ao tratar do passado das jovens, consegue superar os filmes anteriores porque mistura temas como inocência, bruxaria, ocultismo, maldade, mentira e mortes.

Os cinéfilos sairão da sessão com a lembrança do aterrorizante O Homem de Palha (1973), de Robin Hardy – que 33 anos depois ganhou um remake igualmente perturbador,O Sacrifício (2006), Neil LaBute, com Nicolas Cage – em mente. E, além disso, certamente terão medo de dormir à noite.


Faça uma prece antes de conferir Atividade Paranormal 3.

Atividade Paranormal 3 | Site oficial
www.paranormalmovie.com

Gostou? Então, leia também
Três motivos para continuar escutando Legião Urbana
Taylor Lautner, o lobinho que quer ser gente grande
Em livro, pai de Amy Winehouse vai contar história real da cantora
Roteiro e atuações derrubam boas intenções de “Contra o Tempo”
Pré-venda de ingressos para documentário inédito dos Stones se inicia
Três motivos para venerar Guns N’ Roses
Três motivos para adorar Debbie Harry
Três motivos para não esquecer Marlon Brando
Adeus Steve Jobs, adeus Mestre do Reino Encantado da Maçã Mordida
“Amizade Colorida” é uma comédia romântica cheia de personalidade

Debora de Lucas


//

W3Counter

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: